Twitter proíbe propaganda eleitoral paga durante pleito em 2018

1 min de leitura
Imagem de: Twitter proíbe propaganda eleitoral paga durante pleito em 2018
Avatar do autor

O Twitter alertou que não vai permitir propaganda eleitoral paga durante o pleito de 2018. Segundo o Globo, o Twitter alertou que não possui ferramentas para regular o que políticos podem fazer dentro da rede social e ainda acompanhar a legislação eleitoral brasileira sobre campanhas, então, foi decidido pelo corte de propaganda paga.

O Brasil ainda não conta com uma regulamentação específica para propagandas pagas em redes sociais, então, há um verdadeiro campo aberto de influências. Como o Globo nota, porém, ainda existe o receio de que as publicações possam gerar multas pela Justiça Eleitoral.

Quanto ao Tribunal Superior Eleitoral, o órgão nota que as campanhas podem fazer campanha antes do período eleitoral, que começa dia 15 de agosto. A única coisa que os candidatos não podem fazer é pedir votos de maneira direta.

  • Enquanto o Twitter bloqueou as propagandas pagas, o Facebook e o Instagram não se movimentaram sobre o caso

Posicionamento Twitter

"O Twitter Brasil informa que suas políticas de anúncios não permitirão a veiculação de propaganda eleitoral paga na plataforma durante a campanha de 2018 no país. A legislação eleitoral brasileira estabelece determinadas obrigações relacionadas a transparência por parte de candidatos, partidos e coligações que fizerem propaganda eleitoral paga na internet. Diante disso, o Twitter decidiu iniciar a venda deste tipo de publicidade somente quando as ferramentas apropriadas para facilitar essa transparência estejam disponíveis na plataforma".

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Twitter proíbe propaganda eleitoral paga durante pleito em 2018