Trump perderá privilégios no Twitter em caso de vitória de Biden

1 min de leitura
Imagem de: Trump perderá privilégios no Twitter em caso de vitória de Biden
Imagem: White House/Shealah Craighead
Avatar do autor

O atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pode perder privilégios de sua conta no Twitter e até ser suspenso da rede social caso perca a eleição presidencial para Joe Biden, em uma disputa ainda em andamento e que deve envolver processos na Suprema Corte do país.

Segundo a própria plataforma, Trump não pode ser banido do Twitter, já que é um líder de relevância mundial que utiliza a conta para emitir opiniões que geram debate entre a população e fazer anúncios de interesse público. Entretanto, uma eventual perda do cargo de presidente o transformaria ainda em uma personalidade importante, porém sem tamanha responsabilidade política. Em um comunicado enviado ao site Business Insider, o Twitter confirmou que, nesse caso, ele estaria sujeito às mesmas regras que valem para outras contas.

A primeira interferência do Twitter em relação ao presidente aconteceu em maio de 2020, quando ele teve uma postagem escondida por "enaltecimento à violência".

Algumas das publicações recentes de Trump marcadas como potencialmente falsas.Algumas das publicações recentes de Trump marcadas como potencialmente falsas.Fonte:  Twitter 

Durante a contagem dos votos na apuração eleitoral, ele voltou a ter diversas publicações marcadas, agora por imprecisão ou desinformação sobre o processo eleitoral do país, alegando fraude sem apresentar provas — uma ação contínua que para ele significa apenas a redução do alcance de publicações, mas em contas normais já teria resultado em suspensão ou banimento do perfil.

Em resposta oficial, Trump afirmou que o Twitter está "fora de controle" ao marcar as postagens como falsas.

Longo histórico

A relação entre Trump e o Twitter é conturbada há alguns anos. Em 2017, ao ameaçar a Coreia do Norte por meio de uma postagem, o político fez a rede social atualizar políticas de uso e rever o que deve ficar no ar o que precisa de uma sinalização especial.

No mesmo ano, uma pesquisa revelou que a maioria dos norte-americanos desaprovava a utilização da plataforma por Trump e achava que ele deveria sair do Twitter. Além disso, um ex-funcionário da rede social chegou até a desativar a conta do presidente por alguns minutos em seu último dia de trabalho.

Em 2018, ele acusou pela primeira vez a plataforma de esconder postagens de conservadores de propósito, também sem apresentar evidências.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Trump perderá privilégios no Twitter em caso de vitória de Biden