Durante o F8, evento anual de desenvolvedores do Facebook — realizado neste ano nos dias 1º e 2 de maio —, o CEO Mark Zuckerberg anunciou que está trabalhando para lançar um serviço de encontros. Ele permitirá que os 200 milhões de usuários da rede social classifiquem-se como "solteiros" para tentar achar sua cara-metade e focará em relações sólidas. "Trata-se de construir relacionamentos reais em longo prazo. Não apenas conexões", disse o fundador do Facebook.

1

Para que o recurso seja usado, será necessário criar um perfil de namoro separado, que poderá ser acessado por meio do perfil comum do Facebook; a diferença é que seus pretendentes visualizarão apenas o de namoro. As combinações serão feitas por recomendações baseadas em interesses e outros dados dos usuários, incluindo sua localização.

O chefe de produtos, Chris Cox, fez piada dizendo que a rede social teria lançado o namoro há mais de uma década. “Uma das grandes ironias para mim é que, quando muitos de nós se juntaram à primeira versão do serviço em 2004, quando era apenas um punhado de estudantes universitários, estávamos convencidos de que o namoro seria o próximo recurso do Facebook. Estávamos certos, apenas 14 anos mais cedo", revelou Cox no palco da conferência.

2

O Facebook está saindo de um grande escândalo de privacidade pessoal, o que pode deixar muitas pessoas se questionando sobre a privacidade e a segurança na ferramenta de namoro. Por conta disso, durante a conferência a companhia investiu um grande esforço a fim de garantir às pessoas que a rede social é novamente confiável.

Um porta-voz do Facebook informou que não há planos de veicular anúncios nesses perfis de encontro, e não serão utilizados dados associados a tal perfil ou comportamento para direcioná-los a propagandas em outras propriedades da companhia. Embora sem previsão para lançamento, o recurso começará a ser testado nos próximos meses, e o plano é que ele seja gratuito.

Cupons de desconto TecMundo: