A nova era da realidade virtual chegou com tudo. O mundo adotou o Oculus Rift como ponto de referência e investiu pesado nisso, tanto que uma série de empresas está desenvolvendo produtos similares, como a Razer e seu OSVR.

Pois a Google também entrou no ramo da realidade virtual... ou quase isso. Durante o Google I/O, a empresa trouxe para o público o “Project Cardborad”, que nada mais é que um óculos de realidade virtual feito inteiramente de papelão. A empresa também lançou uma série de aplicativos para Android compatíveis com o sistema.

Juntando o seu celular e um simples aparato feito de papelão, você pode ter um sistema quase completo de realidade virtual. É claro que o objetivo do projeto não é substituir o Rift, afinal de contas, trata-se de um óculos feito de papelão. Mas isso não impede de fazer disso uma brincadeira muito legal.

Como o produto é Open Source, não demorou muito para que inúmeras alternativas e clones surgissem no mercado. Muitos deles são exatamente iguais ao Project Cardboard porque, afinal de contas, imitar algo feito de papelão não exige muito esforço.

Alguns modelos são de plástico e possuem um acabamento melhor, mas, no geral, o funcionamento é exatamente o mesmo: você abre o aplicativo no celular, conecta ele no aparelho e aproveita o seu mundo virtual.

Nós testamos cinco clones do Cardboard original: todos foram adquiridos através do site de compras AliExpress. Veja o que achamos deles.

Google Cardboard Genérico 1

  •          Marca: OEM
  •          Preço: US$ 4,59

O visual desse modelo é exatamente o mesmo do Project Cardboard. As lentes são de plástico, e o conjunto todo — como já era de se esperar — é bem frágil. O destaque fica para o “botão” magnético do produto, que também funciona como o original. Quem quiser testar terá uma experiência bem satisfatória, principalmente se você considerar o custo envolvido.

Ele também já vem com suporte a NFC, através de uma etiqueta especial colada na parte interna. De todos os testados, esse é o único dos genéricos de papelão a trazer essa característica.

Clique aqui para ver o modelo na loja.

Google Cardboard Genérico 2

  •          Marca: OEM
  •          Preço: US$ 3,96

Essa é outra versão que segue o design original dos óculos da Google. Ele possui um acabamento razoavelmente bom — para um produto de papelão —, mas não tem nenhum detalhe adicional, como a etiqueta NFC do primeiro modelo.

A nossa unidade veio sem as lentes, que provavelmente se perderam pelo caminho durante o transporte, então não pudemos testar completamente o efeito proporcionado pelo modelo.

Clique aqui para ver o modelo na loja.

Google Cardboard Genérico 3

  •          Marca: Hi Fun
  •          Preço: US$ 8,99

Esse modelo também é praticamente igual aos anteriores e ao Cardboard original. Apesar disso, ele custa um pouco mais que os outros. O efeito prático também é exatamente o mesmo dos anteriores, incluindo o “botão” magnético.

Uma das vantagens desse é a resistência, já que ele parece ter sido construído com um papelão mais resistente.

Clique aqui para ver o modelo na loja.

Liontronic VR

  •          Marca: LIONTRONIC
  •          Preço: US$ 12,99

Essa é uma versão aprimorada dos óculos de papelão que vimos antes. Ela possui as mesmas características presentes em quase todos os anteriores, incluindo botão magnético, etiqueta NFC e lentes polarizadas.

O diferencial dele é a “qualidade” do papel utilizado na construção. O modelo vem com um acabamento bem mais refinado, e o papelão é esmaltado, o que garante mais resistência ao produto final. Para completar, ele também possui uma alça para fixação.

Apesar disso, ele é relativamente desconfortável, além de ser muito grande. Assim, o celular fica solto na parte de dentro, e o efeito 3D acaba não sendo tão bom quanto nos outros modelos, mesmo os mais simples.

Clique aqui para ver o modelo na loja.

ColorCross VR

  •          Marca: ColorCross
  •          Preço: US$ 22,14

Esse aparelho é o mais robusto de todos os que testamos. Apesar de o efeito prático ser o mesmo dos anteriores, esse aqui conta com um diferencial: ele é feito inteiramente de plástico e possui diversos ajustes para deixá-lo mais confortável em seu rosto.

A alça elástica também é um diferencial em relação aos anteriores, que não apresentam esse tipo de recurso. O ClolorCross VR também é emborrachado no local que encosta no rosto, e isso deixa o produto mais confortável.

Se em termos de conforto esse modelo é melhor, em termos de usabilidade, também. As lentes são maiores e ajustáveis, o que dá um resultado melhor na hora da experiência. Além disso, a parte em que o celular fica preso pode ser regulada de acordo com o tamanho do aparelho, melhorando a fixação.

A parte em que esse produto deixa a desejar em relação aos seus concorrentes mais simples é que ele não traz um botão como as versões em papel, e isso faz falta durante os demos, já que é preciso remover o celular dos óculos a cada vez que você precisa iniciar/parar alguma atividade.

Clique aqui para ver o modelo na loja.

Como conseguir aplicativos?

No Android é bem fácil, basta instalar o Project Cardboard a partir da Play Store e acessar os demos. Ele também possui uma seção específica para que você baixe novos aplicativos.

No caso do iOS, não existe uma versão oficial do Project Cardboard, mas isso não significa que você não possa encontrar diversos programas legais por lá. Basta digitar a palavra-chave na AppStore e se divertir.

Aplicativos não faltam.

Vale a pena?

O resultado é surpreendentemente bom em todos os produtos testados. A simplicidade praticamente inacreditável desses modelos deixa a realidade virtual acessível para qualquer um que tenha um smartphone.

É claro que o resultado não é o mesmo de um Óculus Rift, mas o objetivo nunca foi esse. Porém, para quem quiser se divertir, esses produtos são uma excelente escolha, além de terem um preço incrivelmente baixo — é claro, se você comprar diretamente da China.

No Brasil é possível encontrar modelos de papel custando até 100 reais, enquanto na China a maioria custa menos de 5 dólares.

O verdadeiro Project Cardboard.

A diferença de preço entre as opções de papelão e os de plástico é bem razoável, portanto fique atento. Na prática, o resultado não será muito diferente entre elas. Já a questão da resistência e durabilidade deve ser levada em conta: o primeiro modelo de papel que testamos quase desmanchou depois do primeiro dia de uso.

A realidade virtual chegou e já está cada vez mais acessível para todos, principalmente com soluções como essa. A variedade de produtos desse tipo disponíveis no mercado é grande, e quem se interessar deve procurar um modelo mais simples para começar a se divertir.

Comprar um óculos de realidade virtual simples como esses hoje em dia é bem fácil e altamente recomendado para quem se interessa pelo assunto. Serão muitas horas de diversão, e o custo para se fazer isso é quase inacreditável.

Cupons de desconto TecMundo: