Jogadores que idolatram o computador como melhor plataforma de jogos — justificando a presença do DirectX 11 e da aplicação de alto nível de filtros — sempre sonham em ter uma máquina com diversas placas gráficas. Para atender a esses aficionados por visuais exuberantes, as fabricantes disponibilizam soluções que aliam o desempenho de muitas GPUs.

Das atuais fabricantes, a NVIDIA foi a primeira, introduzindo a tecnologia SLI (descendente da pioneira 3dfx) para conexão de duas ou mais placas de vídeo. Pouco tempo depois, a ATI respondeu com a técnica CrossFire, de funcionamento diferente, mas com eficiência semelhante.

(Fonte da imagem: Divulgação/NVIDIA/AMD)

Hoje, as duas soluções estão muito aperfeiçoadas, tanto a SLI da NVIDIA quanto a CrossFireX da AMD — que adquiriu a ATI e todas as tecnologias que a empresa desenvolveu. Os jogos evoluíram em proporções semelhantes, fato comprovado com títulos como Crysis 2, o qual exige duas placas para execução com as configurações máximas.

Pensando nesse poder absurdo, montamos este artigo para esclarecer em quais situações faz-se necessário o uso de múltiplas placas gráficas. Dividimos o artigo em alguns tópicos importantes a serem observados antes de optar por uma solução dessas. Além disso, separamos alguns resultados para você ter ideia de qual tecnologia é apropriada para seu PC.

Pense nos títulos que serão executados

Antes de sequer cogitar a aquisição de uma placa gráfica simples, você deve avaliar os games que pretende executar no computador. Simples verificações nos sites oficias já podem dar uma ideia básica de quais placas são recomendadas para executar os jogos em configurações básicas, médias e máximas.

Assim, se você observar que o jogo desejado roda muito bem com uma GPU razoável, pode desconsiderar a solução de múltiplas placas. Todavia, se o plano é investir em jogos que ainda serão lançados, adquirir um componente de alto desempenho, ou até dois para usar CrossFire ou SLI), é um excelente plano.

Claro, placas atuais provavelmente vão falhar quanto à compatibilidade com as próximas versões do DirectX e do OpenGL. Todavia, o desempenho delas não será facilmente batido por dispositivos da próxima geração.

Placa-mãe e fonte compatíveis

O segundo passo é conjecturar se o computador tem os requisitos para a instalação de uma solução de múltiplas placas gráficas. Nesse aspecto, há três pontos que você deve considerar: espaço disponível no gabinete, suporte da placa-mãe e potência da fonte.

ASUS Crosshair V Formula (Fonte da imagem: Divulgação/ASUS)

O suporte da placa-mãe é o mais importante, afinal, se ela não tiver dois slots para a instalação dos componentes, uma placa gráfica ficará inutilizada. A potência da fonte também não deve ser menosprezada, pois quando tratamos de duas placas de vídeo, o consumo é absurdamente alto.

Para você ter uma ideia, uma única GTX 560 Ti (que não é topo de linha) consome aproximadamente 185 watts — chegando a quase 320 W quando em carga máxima. Considerando a instalação de duas placas, o cuidado com energia deve ser redobrado. Se tomarmos como exemplo esse modelo da NVIDIA, uma fonte de 850 W (de alta eficiência e com PFC ativo) é o mínimo recomendado.

(Fonte da imagem: Divulgação/OCZ)

E não é só a questão da energia que deve observada. Como estamos falando de placas de alto consumo, é preciso que a fonte instalada tenha múltiplos cabos de alimentação (o ideal é ter quatro cabos à disposição, pois se você optar por placas topo de linha, é necessário instalar dois cabos em cada uma). O tamanho desses cabos também precisa ser observado, visto que eles devem alcançar uma área distante da fonte.

Monitores e altíssimas resoluções

Outros aspectos que podem definir se você realmente precisa de múltiplas placas gráficas dizem respeito à saída de vídeo. Afinal, de nada adianta ter alto poder de processamento e usar um monitor de 15 polegadas com resolução de 1024 x 768 pixels.

Usar diversas placas de vídeo é algo compensador para usuários que possuem múltiplos monitores e desejam uma experiência imersiva e de alta qualidade. Para usuários com um único display, optar por uma solução com várias placas gráficas pode ser interessante apenas se a resolução for no mínimo de 1920 x 1080 pixels.

Desempenho abalado por uma única placa...

Em diversos testes com os mais variados tipos de placas gráficas, tanto em CrossFire quanto em SLI, constatou-se que nem sempre as placas de vídeo unidas alcançam o melhor desempenho. Algumas verificações recentes comprovaram que até mesmo placas top de linha, como a GTX 590, podem obter resultados inferiores em SLI se comparadas a uma configuração com uma única placa idêntica.

O problema geralmente reside na versão do DirectX ou nas baixas resoluções. Para trabalhar com determinados jogos, as placas de vídeo geralmente se comportam melhor sozinhas, não tendo que dividir o trabalho de processamento. Na maioria dos testes em que foi detectado a situação acima citada, a versão do DirectX era a 9.0c — em alguns era a 10.0).

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Guru of 3D)

Vale salientar ainda que geralmente as configurações com uma única placa superaram as soluções SLI (e CrossFire) em resoluções abaixo de 1920 x 1080 pixels. Isso comprova que em determinadas situações é desnecessário optar por múltiplas placas, visto que o desempenho acaba sendo menor.

Uma máquina poderosa é essencial

A princípio, atentar para os detalhes acima seria suficiente, contudo, vamos esclarecer um ponto importante aqui. Quando falamos da execução de jogos, o componente mais utilizado é o processador gráfico — daí o motivo de investir pesado em uma placa de vídeo. Entretanto, isso não quer dizer que o restante do computador pode ser de baixo desempenho.

Para investir em uma configuração com duas ou mais placas gráficas é preciso ter processador, memória e disco rígido com poder equiparável. Assim, o investimento em duas placas gráficas só é válido para consumidores que já possuem um computador com uma CPU de múltiplos núcleos (quatro ou mais), quantidade de memória RAM razoável (6 GB é o recomendado) e um disco de alta velocidade (um modelo com 10.000 RPM e 64 MB de memória buffer).

Solução AMD de alto custo e com o mais alto desempenho

Finalmente chegamos ao ponto que interessa: configurações práticas. A primeira solução que indicamos aqui é a mais robusta da atualidade — na verdade, não indicamos tal aquisição, apenas citamos esse exemplo para matar sua curiosidade.

(Fonte da imagem: Reprodução/Guru of 3D)

Trata-se de um computador com duas placas baseadas na AMD Radeon HD6990. A combinação de dois dispositivos desses em CrossFire resulta no poder de quatro GPUs unidas, visto que cada Radeon conta com dois processadores gráficos. Abaixo, todas as especificações dessa placa:

  • GPU: Cayman XT;
  • Processo de fabricação: 40 nm;
  • Frequência da GPU: 830 MHz;
  • Processadores Stream: 3072;
  • Quantidade de memória: 4 GB;
  • Tipo de memória: GDDR5;
  • Frequência da memória: 5000 MHz;
  • Barramento da memória: 256 bit x 2;
  • Consumo de energia médio: 350 W.

Segundo os testes mais recentes do site Guru of 3D, a união de duas HIS Radeon HD 6990 é uma configuração que consegue superar a junção de duas placas GeForce GTX 590 em SLI. Das nove análises realizadas pelo portal, a configuração com placas baseadas nas GPUs AMD faturou seis primeiros lugares — o que leva à conclusão de que a AMD tem os chips gráficos mais poderosos da atualidade.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Guru of 3D)

Considerando os preços no Brasil, comprar as duas placas Radeon HD 6990 gera um gasto de 4,3 mil reais (cada uma custa R$ 2.149,99 na Pichau). Preço absurdo, com desempenho exageradamente alto e consumo de energia estrondoso. Com certeza você não precisa de tanto poder, porém, a configuração é invejável, afinal, qualquer gamer gostaria de ter essa “solução” no PC. Confira outras placas semelhantes:

  • Radeon HD 6990
  • GeForce GTX 590 SLI
  • GeForce GTX 590
  • GeForce GTX 580
  • Radeon HD 5970

Solução AMD acessível ao bolso

Utopias à parte, vamos agora falar de uma configuração AMD que você pode pensar em adquirir. Novamente usamos os testes do Guru of 3D para ter dados sólidos, possibilitando que você também confira outros resultados e decida qual placa é a melhor para seu computador.

    Analisando as diversas configurações CrossFire, recomendamos a combinação de duas placas AMD Radeon HD 5770. O site Guru of 3D analisou duas placas da HIS, mas você pode adquirir de qualquer montadora, desde que elas tenham configurações semelhantes. Confira os detalhes da placa:

    • GPU: Juniper XT;
    • Processo de fabricação: 40 nm;
    • Frequência da GPU: 750 MHz;
    • Processadores Stream: 800;
    • Quantidade de memória: 1 GB;
    • Tipo de memória: GDDR5;
    • Frequência da memória: 4800 MHz;
    • Barramento da memória: 128 bit;
    • Consumo de energia médio: 108 W.

    Em pesquisas rápidas, encontramos a ASUS Radeon EAH5770 por R$ 366,10 na loja Pichau. Assim, a compra de duas placas dessas resultaria num gasto de 732 reais.

    (Fonte da imagem: Reprodução/Guru of 3D)

    Os resultados obtidos nos diversos testes indicam que uma configuração CrossFire com duas AMD Radeon HD 5770 consegue renderizar quase 30 frames a mais, em alguns jogos, do que uma única AMD Radeon HD 5870.

    A avaliação é sempre realizada na resolução de 1920 x 1200, o que significa que com duas placas Radeon HD 5770 é possível executar os jogos com configurações máximas com uma resolução superior à Full HD. Desempenho semelhante pode ser encontrado nas seguintes placas:

    • Radeon HD 5870
    • Radeon HD 5850
    • GeForce GTS 450 SLI
    • Radeon HD 6870
    • GeForce GTX 470

    Solução NVIDIA de preço similar

    Pensando em um preço próximo ao da solução AMD, recomendamos a combinação de duas placas NVIDIA GTS 450. Nos testes do Guru of 3D, ela quase empata com a configuração CrossFireX de duas Radeon HD5770. O gasto total com duas placas EVGA GTS 450 é de 715 reais (na loja Pichau, é possível encontrar a placa por R$ 357,50). Veja os detalhes dessa placa:

    • Frequência da GPU: 783 MHz;
    • Frequência do shader: 1566 MHz;
    • Núcleos de processamento: 192;
    • Quantidade de memória: 1 GB;
    • Tipo de memória: GDDR5;
    • Frequência da memória: 3800 MHz;
    • Barramento da memória: 128 bit;
    • Consumo de energia médio: 106 W.

    Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Guru of 3D)

    Nas diversas análises, a solução SLI de duas NVIDIA GTS 450 superou, em algumas poucas situações, a placa GTX 470 e até a solução CrossFireX que indicamos acima. A diferença nesses casos foi de poucos FPS, todavia, indica que a configuração pode ser compensadora para usuários que preferem NVIDIA à AMD. Você também pode optar por placas parecidas:

    • GeForce GTX 470
    • Radeon HD 5770 CrossFire
    • Radeon HD 5870
    • Radeon HD 5850
    • Radeon HD 4870 X2

    Considerações finais

    Como você pôde observar, nem sempre uma configuração em SLI ou CrossFire é superior a uma única placa de vídeo. No caso das placas top de linha, é inegável que a combinação de duas GTX 590 ou Radeon HD 6990 é imbatível. Todavia, para configurações intermediárias, é importante analisar o preço e os resultados obtidos em jogos e programas diversos.

    Você tem um computador com duas placas de vídeo? O que pensa desse tipo de solução? Deixe sua opinião na seção de comentários.