Nubank

239 notícias  publicadas

Fundação da fintech

O Nubank foi criado em 2013, em São Paulo, por David Vélez Vagner S.Teves Jr., Edward Wible e Cristina Junqueira. A princípio, foi considerado uma startup, ou seja, uma empresa em estágio bem inicial, com plano de negócios e produto pouco definidos.

O que já estava certo era o segmento de atuação, o financeiro, tornando a Nubank uma fintech - mas o que é isso? Esse termo é a junção das palavras “financial” e “technology”, formando algo como “tecnologia financeira”. Uma fintech, então, se propõe a comercializar tecnologias que melhorem serviços do tipo.

E o que seria essa melhoria proposta lá em 2013? Talvez você não tivesse o costume de lidar com instituições financeiras antes dos bancos digitais, mas elas eram muito (mais) burocráticas e com taxas (ainda mais) altas. Com isso, o Nubank se propôs a criar um cartão de crédito sem anuidades, e, em seguida, uma conta digital sem tarifas. 

A alavancada para a posição de “unicórnio”

Antes de completar a primeira década de vida, a empresa passou a ser considerada um “unicórnio”, termo para designar startups avaliadas em US$1 bilhão, e a estar entre as dez mais valiosas do mundo.

Atualmente, existem cerca de 900 companhias que recebem o título de unicórnio, segundo a CBInsights, incluindo outros nomes brasileiros como a 99, iFood, Loft, QuintoAndar, Gympass e o PagSeguro.

Diferenciais da conta e cartão de crédito Nubank

Com o jogo de palavras “Nu” e “bank” (banco, em inglês), o Nubank chama atenção para a característica que o coloca como diferente dos tradicionais: a transparência. Através dela, ele se apresenta como uma instituição que não faz uso de truques, tarifas escondidas ou pegadinhas de contrato.

Os serviços disponíveis incluem: cartão de crédito sem anuidade; conta digital sem tarifas; programa de benefícios; empréstimo e uma plataforma própria de investimento.

Vale ressaltar que o Nubank se estabelece como um banco totalmente digital em que o cliente pode resolver tudo pelo aplicativo (Android e iOS) ou website. Por não terem custos com agências físicas, por exemplo, são garantidos baixos custos, que se transferem para os clientes como taxas reduzidas (ou nulas).

Solução de conta para Pessoa Jurídica (PJ) 

Em 2019, o Nubank lançou a primeira versão de um produto voltado para o mundo empresarial, a conta para Pessoa Jurídica. Para ter uma, inclusive, basta ter uma empresa de sócio único e um CNPJ.

Entre os benefícios do serviço, estão: conta sem tarifa de manutenção; cartão PJ com função débito; possibilidade de gerar boletos OFX e PDF no app; envio de link de cobrança, PIX gratuito e mais.

Ações na Bolsa: oferta pública inicial (IPO) e BDR

Hoje em dia, o Nubank é mais do que um banco no Brasil. Com filiais e uma corretora própria, a companhia atende pela líder Nu Holdings LTDA.

A holding prevê a abertura de capital (chamada de IPO – do inglês initial public offering, ou oferta pública inicial) para dezembro de 2021. A partir de então, seus papeis poderão ser negociados no pregão da New York Stock Exchange (NYSE), considerada uma das maiores bolsas do mundo, e da B3, Bolsa de Valores brasileira.

Com a IPO, estrangeiros são capazes de negociar ações, enquanto os brasileiros podem investir em BDRs (Brazilian Depositary Receipts). Em linhas gerais, eles funcionam como títulos emitidos no Brasil que não correspondem a uma ação propriamente dita, mas a uma fração dela.

Como falar com o Nubank: número de telefone, chat e e-mail

Por ser exclusivamente digital, o Nubank não tem agência física. Por isso, as formas de entrar em contato com o banco são: e-mail (meajuda@nubank.com.br), telefone (0800 608 6236) e o chat do próprio App.

Ver mais notícias

PUBLICIDADE