2 anos após acidente, carros autônomos da Uber voltam à Califórnia

1 min de leitura
Imagem de: 2 anos após acidente, carros autônomos da Uber voltam à Califórnia
Avatar do autor

O Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia concedeu à Uber uma nova licença para que carros autônomos da empresa de transportes voltem a circular nas ruas do estado. A movimentação indica que a companhia, antes do que se imaginava, já sente-se apta a retomar os planos de testar os automóveis sem condutores humanos.

A licença chega quase dois anos após um acidente fatal ocorrido em março 2018, em um subúrbio de Phoenix, no Arizona. Na batida, que aconteceu à noite, o motorista humano que supervisionava a direção estava distraído com o celular e não teve tempo de reagir para desviar de uma ciclista na pista.

Em resposta, a empresa suspendeu todas as operações com testes autônomos e até demitiu a equipe responsável, que operava em Phoenix, Toronto, Pittsburgh e San Francisco. No final do mesmo ano, voltou a ter aval para atuar em uma das cidades, retomou aos poucos os testes e até recebeu um investimento de companhias japonesas para operar na área, mas apenas com passos mais cautelosos.

A resposta da Uber

"San Francisco é uma cidade incrível para aprendizados chave em direção autônoma, por causa do seu ambiente complexo e sempre se alterando. Embora não tenhamos uma atualização de exatamente quando vamos continuar os testes autônomos, receber nossa licença de testes pelo órgão da Califórnia é um passo crítico na direção desse objetivo na cidade-sede da Uber", disse a empresa em comunicado ao TechCrunch.

A companhia deve utilizar locais privados ou subúrbios na Califórnia, mas não há uma data para o retorno dos testes. Ela ainda vai aguardar a aprovação de licenças similares em outras regiões.

2 anos após acidente, carros autônomos da Uber voltam à Califórnia