A Uber informou por meio de seu presidente, Dara Khosrowshahi, que pretende voltar a utilizar carros autônomos em sua frota. Esses veículos deixaram de ser usados pela companhia em março, depois de um carro autônomo atropelar e matar um pedestre nos Estados Unidos.

Quando perguntado sobre a possibilidade de voltar a usar esse tipo de veículo durante a conferência Uber Elevate, realizada ontem (10) em Los Angeles, Khosrowshahi respondeu positivamente.

“Isso acontecerá dentro dos próximos meses... Eu não sei, e o tempo mais apropriado vai aparecer porque nós realizamos uma série de revisões de segurança desde a base, tanto internamente quanto com equipes independentes que vieram dar uma olhada em nossa cultura, nossas práticas etc.”, comentou o executivo.

Ele fez questão de deixar claro que a decisão de interromper o uso de carros autônomos foi uma decisão tomada de forma ativa pela Uber, mas não citou em qualquer momento que o estado do Arizona determinou que a companhia interrompesse o uso de veículos autoguiados. O executivo, entretanto, afirmou que trabalha junto de órgãos do governo para retomar os testes.