Operadora dos EUA reclama de baixos estoques de celulares Samsung

1 min de leitura
Imagem de: Operadora dos EUA reclama de baixos estoques de celulares Samsung
Imagem: Samsung/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A crise dos chips que afeta o mercado da tecnologia desde o ano passado deve continuar em evidência por mais algum tempo. Só que algumas instituições parecem menos pacientes com a situação. Esse é o caso da operadora norte-americana T-Mobile, que fez críticas especificamente direcionadas à fabricante sul-coreana Samsung.

O gerente de tecnologia da T-Mobile, Peter Osvaldik, falou sobre a situação durante um evento da área. "A Samsung realmente ficou em uma situação bem difícil em comparação com outras empresas no problema global de suprimentos", afirma.

De acordo com o executivo, a T-Mobile tem uma base de usuários fiel que é apaixonada pela Samsung, mas a companhia ficou desapontada com o baixo estoque de modelos da linha Galaxy S. Além disso, a decisão de pular ou eliminar de vez a família Galaxy Note também não foi bem vista por todos os consumidores, já que alguns eram fãs dos modelos.

Crise e pandemia

Além dos problemas gerais de fornecimento dos semicondutores, que fez a Samsung até reduzir a produção da linha intermediária Galaxy A, a empresa teve problemas de produção por um lockdown na região do Vietnã.

O país abriga algumas de suas principais fábricas, mas foi atingido por uma nova onda da covid-19 e teve as atividades comerciais afetadas por várias semanas em agosto de 2021.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.