Intel afirma que escassez de chips deve durar vários anos

1 min de leitura
Imagem de: Intel afirma que escassez de chips deve durar vários anos
Imagem: Jeremy Waterhouse/Pexels
Avatar do autor

Pat Gelsinger, CEO da Intel, afirmou que a escassez global de semicondutores pode levar vários anos para ser resolvida. O assunto foi comentado nesta segunda-feira (31), durante uma conferência virtual da Computex, evento realizado em Taiwan.

Conforme o executivo, a tendência de trabalhar e estudar em casa durante a pandemia de Covid-19 levou a um “ciclo de crescimento explosivo de semicondutores”. Dessa forma, isso colocou uma enorme pressão no mercado global de componentes.

Intel investirá US$ 20 bilhões para expandir a produção de chips.Intel investirá US$ 20 bilhões para expandir a produção de chips.Fonte:  Pok Rie/Pexels 

“Embora a indústria tenha tomado medidas para lidar com as restrições de curto prazo, ainda pode levar alguns anos para o ecossistema lidar com a escassez de capacidade de fundição, substratos e componentes”, comentou Gelsinger.

A crise dos chips teve um forte impacto na área de eletrônicos de consumo, forçando diversas marcas a reduzirem a fabricação de dispositivos. Tal como, ela afetou a indústria automotiva e causou a interrupção das linhas de produção de veículos.

Em março, a Intel anunciou um plano de US$ 20 bilhões para expandir a capacidade avançada de fabricação de semicondutores. Para isso, ela está construindo duas fábricas no estado do Arizona e abrindo as instalações para clientes externos.

Em entrevista ao The Washington Post em abril, Gelsinger disse que a marca deve iniciar a produção de chips dentro de seis a nove meses. Segundo ele, essa seria uma das soluções encontradas para conseguir atender a indústria automotiva dos EUA.

Estratégia da Intel desafia a Samsung e a TSMC, maiores fabricantes de chips do mundo.Estratégia da Intel desafia a Samsung e a TSMC, maiores fabricantes de chips do mundo.Fonte:  Asia Nikkei/Reprodução 

Ação contra fortes concorrentes

A estratégia da Intel desafia diretamente as duas maiores fabricantes de semicondutores do mundo: a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC) e a sul-coreana Samsung Electronics.

Conforme a Reuters, as duas companhias dominam a fabricação de chips em todo o mundo. Além de possuírem instalações nos EUA, ambas têm forte atuação na Ásia – continente onde mais de dois terços dos componentes são produzidos.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes