Bezos agradece clientes da Amazon por financiarem seu voo espacial

1 min de leitura
Imagem de: Bezos agradece clientes da Amazon por financiarem seu voo espacial
Imagem: Blue Origin
Avatar do autor

Após um breve passeio até a borda do espaço na manhã desta terça-feira (20), o fundador da Amazon e da Blue Origin, Jeff Bezos, dirigiu suas primeiras palavras após o desembarque para os clientes e funcionários da Amazon. “Vocês pagaram por tudo isso”, enfatizou o bilionário durante uma entrevista coletiva.

O magnata ficou emocionado por ter participado do primeiro voo de sua empresa de astronáutica, durante o qual desfrutou de um período de três minutos sem gravidade com os demais passageiros. Bezos reiterou o agradecimento dizendo: “É sério: para cada cliente da Amazon que me ouve, e para cada funcionário, muito obrigado, do fundo do meu coração”.

O evento foi transmitido ao vivo no site da Blue Origin, mas o principal momento foi a descida da cápsula, com as reações de entusiasmo da tripulação após o retorno seguro. Além de Bezos, seu irmão Mark, o estudante Oliver Daemen e a astronauta Wally Funk se abraçaram e comemoram com parentes e amigos.

Entre críticas e projetos

Fonte: Patrick Pluel/Getty Images; Alex Wong/Getty Images; Hollis Johnson/Insider/ReproduçãoFonte: Patrick Pluel/Getty Images; Alex Wong/Getty Images; Hollis Johnson/Insider/ReproduçãoFonte:  Patrick Pluel/Getty Images; Alex Wong/Getty Images; Hollis Johnson/Insider 

Embora tenha o sido o segundo bilionário a ir ao espaço neste mês (o primeiro foi Richard Branson, da Virgin Galactic), Bezos foi pioneiro em uma viagem totalmente automatizada, além de atingir uma altitude maior, chegando aos 100 km.

Os valores estratosféricos envolvidos e a postura por vezes pueril dos bilionários (aí incluído Elon Musk da SpaceX) têm provocado críticas ao chamado turismo espacial. Alguns jornalistas, como Will Meyer, do Business Insider, chamam a indústria desse novo turismo de “corrida espacial de bilionários” e afirmam que viagens como a de Bezos hoje não passam de “manobras de relações públicas”.

Tanto Bezos quanto Branson rejeitam essas afirmações e garantem que estão, na verdade, criando oportunidades para novos mercados. Em uma entrevista à CNN, Bezos lembra que investiu em iniciativas para solucionar a crise climática: sua organização "Fundo da Terra" tem recursos de US$ 10 bilhões para investir em projetos até 2030.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes