Japão vai investigar 'Big Techs' junto com EUA e União Europeia

1 min de leitura
Imagem de: Japão vai investigar 'Big Techs' junto com EUA e União Europeia
Imagem: Financial Times
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Autoridades regulatórias do Japão confirmaram que o país vai olhar mais atentamente para quatro das maiores empresas de tecnologia do mundo para evitar práticas anticompetitivas de mercado. As marcas Google, Apple, Amazon e Facebook serão vigiadas de perto pelo governo, em uma atitude já adotada por Estados Unidos e União Europeia.

Segundo a agência de notícias Reuters, o presidente da Fair Trade Commission (FTC), Kazuyuki Furuya, não descartou a abertura de uma investigação sobre fusões e aquisições que sejam grandes demais, como a compra da Fitbit pela Google em 2019 por US$ 2,1 bilhões. Esse tipo de movimentação pode ser visto como formação de truste.

O órgão fiscalizador também deve fazer estudos sobre o mercado mobile do país, para verificar se há espaço competitivo ou tentativas de monopólio. Porém, a nova diretoria assumiu o cargo apenas em setembro deste ano, o que significa que as primeiras ações ainda podem demorar.

Fechando o cerco

A menção às demais regiões não é por acaso. A Comissão Europeia investiga possíveis práticas anticompetitivas das chamadas Big Tech há algum tempo e atualmente está em uma cruzada contra o domínio da Apple, graças a serviços como o Apple Pay.

Já o governo dos EUA está em meio a uma investigação similar, inclusive chamando os CEOs da companhias para prestar depoimento.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.

Fontes

Japão vai investigar 'Big Techs' junto com EUA e União Europeia