Apple será investigada por truste nos EUA e ações da empresa caem

1 min de leitura
Imagem de: Apple será investigada por truste nos EUA e ações da empresa caem
Avatar do autor

A Apple realizou o evento WWDC 2019 nesta segunda-feira (03) e as expectativas eram de que o dia terminasse bem para a empresa no mercado financeiro, mas isso não aconteceu. De acordo com a Reuters, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos recebeu aval para realizar uma investigação antitruste e averiguar as práticas de mercado da companhia, e com isso as ações da firma caíram.

De acordo com as informações, a Federal Trade Commission (FTC) fez uma reunião com autoridades norte-americanas na semana passada e deu jurisdição para a Divisão Antitruste do Departamento de Justiça estadunidense realizar um inquérito visando identificar e punir práticas anticomerciais da Apple.

Tim Cook, CEO da Apple. Imagem: Sky News

Apesar de a Apple ter ganhado a atenção do público com a WWDC 2019 e novidades como o iOS 13, as ações da empresa acabaram perdendo cerca de 2% de seu valor no mercado por causa da possível investigação antitruste.

As fontes da Reuters não mencionam a razão de a companhia estar na mira do governo de seu próprio país, mas o possível motivo para o inquérito são as taxas cobradas em sua loja de aplicativos. Na Europa, o serviço de streaming Spotify utilizou a tarifa de 30% cobrada no uso da App Store como evidência de que a empresa utiliza o iOS para desfavorecer os competidores, o que acabou levando a uma investigação no Velho Continente.

Mais competição no Vale do Silício

Vale ressaltar que a Apple não foi a única a virar alvo da justiça dos Estados Unidos. As fontes da Reuters também apontam que a Google passará por um inquérito similar, o que fez as ações da companhia caírem cerca de 6% também nesta segunda-feira (03). Além disso, o Departamento de Justiça teria recebido jurisdição para analisar o comportamento mercadológico da Amazon e do Facebook, que vem gerando polêmica até no Brasil com seus planos de integrar Messenger, WhatsApp e Instagram.

Segundo ressalta a CNBC, o movimento de investigar e regular grandes empresas de tecnologia já é comum na Europa, mas ainda é novidade nos EUA. Com isso, nos próximos dias possivelmente teremos mais reações negativas do mercado financeiro causadas pelo assunto.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Apple será investigada por truste nos EUA e ações da empresa caem