Google oficializa compra da Fitbit por US$ 2,1 bilhões

1 min de leitura
Imagem de: Google oficializa compra da Fitbit por US$ 2,1 bilhões
Avatar do autor

Confirmando a informação que circulou na indústria no início da semana, a Google vai mesmo adquirir a fabricante de dispositivos vestíveis Fitbit. Ambas as partes anunciaram nesta sexta-feira (1º) que as negociações estão em fases avançadas, em um valor total de US$ 2,1 bilhões — cerca de R$ 8,34 bilhões em conversão direta de moeda.

De acordo com o vice-presidente de Dispositivos e Serviços da Google, Rick Osterloh, a compra é vista como "uma oportunidade para investir ainda mais no Wear OS, assim como apresentar ao mercado wearables Made by Google".

A fabricante também parece animada com as possibilidades de se juntar à família da gigante. "A Google é uma parceria ideal para avançarmos em nossa missão. Com os recursos e a plataforma global da Google, a Fitbit será capaz de acelerar inovação na categoria de wearables, escalar mais rapidamente e tornar a saúde ainda mais acessível a todos. Eu não poderia estar mais empolgado para o que está por vir", afirmou o CEO e cofundador da Fitbit, James Park. Não foi divulgado qual será o novo cargo do executivo dentro da nova dona.

Quem?

Fundada em San Francisco em 2007, a Fitbit já vendeu mais de 100 milhões de dispositivos, desde pulseiras inteligentes até smartwatches. A empresa é dona também de todo o portfólio da Pebble, uma marca independente que anos atrás foi um sucesso no Kickstarter.

Pelas palavras das companhias, a empresa será incorporada em definitivo ao setor de hardware da Google e será responsável por criar novos aparelhos para uso esportivo, relacionado com a saúde ou casual.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google oficializa compra da Fitbit por US$ 2,1 bilhões