Microsoft realizou nesta semana seu evento para desenvolvedores, o Build 2018, e trouxe algumas novidades interessantes. Ainda que a companhia não tenha apresentado grandes inovações para seu sistema operacional, é possível enxergar um novo direcionamento, que deixa para trás a “Windows dependência” de outros tempos. Abaixo, os seis maiores destaques da conferência desta temporada:

1. Espelhamento do celular na tela do Windows

microsoft

A companhia mostrou um pouco de como funciona o Your Phone, um recurso que permite sincronizar smartphones AndroidiOS com o Windows 10. Assim você poderá enviar mensagens, acessar fotos e conferir notificações via computador, sem ter que ficar checando o celular toda hora. A ferramenta entra em fase beta nesta semana e deve ser lançado ainda no segundo semestre deste ano.

2. Cortana e Alexa de mãos dadas

alexa cortana

Muitos sonham com o dia em que todos os assistentes digitais possam ser compatíveis em um ecossistema integrado. Eis que a Microsoft e a Amazon estão juntas nessa direção, com a Cortana respondendo aos usuários do Amazon Echo e a Alexa auxiliando os consumidores de Windows 10 no PC.

A novidade já havia sido anunciada no ano passado e, de acordo com as prévias do sistema em ação, há muito o que evoluir — a acessibilidade, por exemplo, ainda segue muito truncada. Por isso mesmo, segue em fase beta e sem expectativa de lançamento. Para acompanhar o desenvolvimento, cadastre-se no site.

3. Sincronia da Timeline no Android e no iOS

timeline microsoft

O Timeline surgiu na última atualização do Windows e é muito interessante para quem precisa de agilidade de uso da plataforma em diversos dispositivos. Assim, você pode começar um trabalho em apps no desktop e continuar em qualquer outra máquina.

Agora, esse recurso está presente no Microsoft Launcher, para Android, e no navegador Edge, para iOS. Por enquanto, só é possível utilizá-lo no ecossistema de softwares da companhia de Redmond, contudo, ela mesmo vem incentivando os desenvolvedores a criarem suas propostas conectadas com essa novidade.

4. Mais grana para os desenvolvedores

microsoft

A Microsoft aprendeu com erros do passado que não adianta ter uma plataforma ou hardware se não houver uma grande diversidade de aplicativos para que as pessoas continuem consumindo. Por isso mesmo é que vem incentivando os desenvolvedores com um corte substancial em seu percentual sobre os apps vendidos em sua loja virtual.

Ao invés da prática mais comum, que é cobrar 30% sobre os apps comercializados na Microsoft Store, a companhia agora deve levar apenas 5% — ou um pouco mais, caso a gigante de Redmond também ajude a divulgar o software. A novidade não deve se aplicar aos games, mas já é uma grande vantagem para os programadores. E é mais do que a Apple e a Google oferecem.

5. O Alt+Tab reformulado

microsoft

O bom e velho Alt+Tab, utilizado para alternar os espaços de trabalho, passará a incluir não somente as janelas nos quadros como também as abas abertas no navegador e dentro dos aplicativos. Isso deve torná-lo mais amplo e funcional, oferecendo uma visão geral de todo o conteúdo atualmente aberto na máquina.

A nova funcionalidade deve estar presente no Sets, que permitirão agrupar em um mesmo local diferente aplicativos e serviços, com alto grau de customização e possibilidade de integração com o Timeline, já citado ali em cima. A distribuição deve acontecer junto com a nova versão do Windows 10, chamada internamente de Redstone 5.

6. O Kinect está vivo! E as HoloLens também!

microsoft

Ao invés de continuar como acessório do Xbox, o sensor de movimentos e ambientes foi otimizado e miniaturizado para se transformar em uma ferramenta complementar de desenvolvimento para vários outros projetos — especialmente com o poder da nuvem Azure.

Um dos projetos turbinados por esta quarta versão do Kinect são as HoloLens 2.0, que agora possuem resolução 1024 x 1024 e e ganho automático de pixel, especialmente à luz do sol, o que permite identificar e separar objetos distantes dos mais próximos.