Um grupo de americanos preparou para a Black Hat 2015 – evento voltado para assuntos de segurança tecnológica – uma apresentação chamada "Thunderstrike 2: Sith Strike", em que vão provar que Macs talvez não sejam tão seguros quanto as pessoas acham.

Em uma demonstração em vídeo, Xeno Kovah, Trammell Hudson e Corey Kallenberg apresentam o Thunderstrike 2: um worm criado por eles que, através de uma fragilidade nos computadores da Apple, é capaz de infectar de forma imperceptível e permanente as máquinas.

O exploit compromete o Mac por inteiro, já que softwares de segurança não varrem o firmware do computador e roda antes da inicialização do sistema operacional – fazendo que com que uma formatação ou reinstalação do OS seja inútil.

Muita calma nessa hora

O desenvolvimento do exploit aconteceu para fins de teste de segurança – que serão abordados durante a apresentação no evento – e seus criadores já alertaram a Apple sobre a fragilidade. A companhia, por sua vez, já resolveu (parcialmente) o problema com a última atualização do OS X. Isso significa que os donos de Mac estão relativamente seguros, pelo menos deste risco específico.

O primeiro Thunderstrike já havia sido eliminado na versão 10.10.2 do sistema operacional do Mac, mas o novo exploit se mostrava ainda mais perigoso porque poderia ser contraído através de links – enquanto seu antecessor só era instalado se o hacker tivesse acesso físico ao computador.

Cupons de desconto TecMundo: