O futuro presidente dos EUA Donald Trump acaba de adicionar dois nomes de peso da indústria de tecnologia em seu time de assessoria econômica. De acordo com o site Business Insider, o bilionário conseguiu adicionar ninguém menos do que Elon Musk – o Tony Stark da vida real, dono da Tesla Motors e CEO mais admirado dos donos de startups – e Travis Kalanick, o figurão por trás do Uber e um dos mais jovens bilionários do mundo da tecnologia.

Nomeados como membros do Fórum Estratégico e Político de Trump, o comitê tem como objetivo prover aconselhamentos econômicos. Segundo o anúncio oficial, o fórum também “será chamado para se reunir com o presidente frequentemente para compartilhar suas experiências e conhecimentos específicos enquanto o presidente implementa seu plano de trazer empregos de volta e Fazer a América Grande Novamente.”

A decisão, vale notar, veio após uma reunião recente entre Trump e vários dos principais executivos do mercado tecnológico na famosa Trump Tower, em Nova York, na última segunda-feira (12). Entre os presentes do evento, tivemos nomes como Tim Cook (CEO da Apple), Satya Nadella (chefão da Microsoft), Larry Page e Eric Schmidt (presidentes da Google), Jeff Bezos (dono da Amazon) e Sheryl Sandberg (COO do Facebook).

Aliados improváveis

Apesar de o anúncio fazer sentido, visto as conquistas alcançadas por Musk e Kalanick,  é curioso notar que nenhum dos dois CEOs eram receptivos à Trump. Durante as eleições, Elon demonstrou suporte apenas a Hillary Clinton, dizendo achar “um pouco fortemente” que o agora futuro presidente dos EUA “provavelmente não é o cara certo”.

Já Travis também se mostrou bastante contrário à possibilidade da eleição de Trump, vale notar. Ainda em 2015, ele chegou a fazer piada sobre a eleição do candidato republicano: “Oh meu deus, Donald Trump vai vencer. Eu vou me mudar para a China de Donald Trump vencer.” Eles, obviamente, não são os únicos, como muitos outros CEOs de empresas de tecnologia deixaram bem claro.

Assim como Elon Musk, Travis Kalanick é agora um "conselheiro" do futuro presidente dos EUA

Se isso vai ter bons resultados para o futuro do mercado de tecnologia? É difícil dizer – afinal, como comentamos antes, Trump é o cara que achava que podia ligar para Bill Gates e pedir que ele “fechasse a internet”. Mas se há figuras capazes de ajudar alguém tão avesso a tecnologia como o futuro presidente dos EUA, Musk e Kalanick são boas possibilidades.

Cupons de desconto TecMundo: