Donald Trump não carrega um celular no bolso. Trump também não costuma trocar emails e raramente usa algum tipo de tecnologia presente na rotina de milhões de pessoas, como um notebook, mas isso não deve ser um problema para o homem que buscar tornar a América "great again". A grande questão é que as companhias tecnologias são vitais na economia norte-americana — e elas estão entre as mais valiosas do mundo —, e não há uma certeza sobre como Trump vai lidar com essa indústria. Na verdade, há apenas esperança de que as coisas não desandem.

Sempre quando perguntado sobre soluções em tecnologia, Trump consegue demonstrar um conhecimento néscio: sugeriu o uso de cartas escritas para o exército norte-americano se comunicar, acredita que imigrantes sejam um obstáculo — mesmo com o Vale do Silício recheado deles, com startups fundadas por eles —, e que o "cyber" é algo perigoso que deve ser melhor gerido.

  • Tesla e SpaceX, fundadas por um sul-africano. Uber, por um canadense. WeWork, por um israelense. Essas são algumas das startups que valem mais de US$ 1 bilhão fundadas por imigrantes

Exatamente: nos debates, Trump sempre quando tocou no tema "cyber", apenas citou que o cibercrime é algo muito perigoso e que precisa ser trabalhado. Sem soluções, é como dizer "vamos tornar os EUA grandiosos novamente" sem apresentar um como de maneira concreta. Talvez, quando Trump citava "cyber", ele estava tentando dizer "segurança digital", notou o TNW.

 Putin parabenizou Trump com um telegrama

Quer saber mais? Donald Trump, como reportou a Forbes, acredita que pode ligar para Bill Gates, fundador da Microsoft, e pedir para ele fechar a internet. Não há qualquer tipo de informação ou comentário para dizer algo a mais sobre isso. A indústria da tecnologia está preocupada.

Outra nota "interessante": Vladimir Putin, presidente da Rússia, já parabenizou Trump pela vitória. Como? Por meio de um telegrama, disse a AP.

O que é preciso fazer

A presidência de Obama, como nota o Recode, não foi perfeita para a indústria, mas trouxe vários avanços: leilões de sucesso, iniciativas de compartilhamento inovadoras, iniciativas de internet 5G desenvolvidas e um plano de internet banda larga nacional bem definido.

Além da neutralidade da rede, é importante que os Estados Unidos continuem líderes no avanço de redes móveis com o desenvolvimento do 5G, nota o veículo. Será necessário um trabalho administrativo reforçado para garantir que as bandas de ondas continuem utilizáveis para serviços wireless comerciais.

Trump precisa acompanhar os passos extremamente volúveis da tecnologia

Outro ponto é o plano de banda larga, desenvolvido por Obama, que precisa ser melhorado. Clinton havia levantado essa bandeira, enquanto Trump, talvez, não tenha ideia ainda sobre como lidar com isso.

"Há muito para acontecer em nosso setor (...) Vamos precisar de um nível mínimo de efetividade governamental para manter nosso mercado, que tem mudanças rápidas, seguindo em frente", finaliza o Recode, na esperança de que Trump consiga carregar os passos extremamente volúveis da tecnologia.

Cupons de desconto TecMundo: