Executivos da Foxconn e TSMC comprarão vacinas para Taiwan

1 min de leitura
Imagem de: Executivos da Foxconn e TSMC comprarão vacinas para Taiwan
Imagem: AP; Shinya Sawai)
Avatar do autor

Um porta-voz do governo de Taiwan afirmou, em entrevista coletiva na semana passada (18), que as duas gigantes de tecnologia do país, TSMC e Foxconn, através de sua Fundação Yonglin, aceitaram uma convocação do governo. Assim, as companhias irão negociar a compra de 5 milhões de doses da vacina BioNTech cada uma, doando o medicamento para o povo da ilha de 23 milhões de habitantes.

A oferta decorre de uma solicitação, feita pela presidente Tsai Ing-wen, para que os principais executivos das duas maiores empresas do país, Mark Liu da TSMC e Terry Gou da Foxconn, assumam as negociações da compra de vacinas do conglomerado Pfizer/BioNTech, que têm ocorrido de forma lenta.

Embora esteja em negociações há longo tempo com o laboratório, segundo a agência Bloomberg, até o momento o governo não teve sucesso na compra direta do imunizante, nem diretamente, nem através do Shanghai Fosun Pharmaceutical Group Co., que distribui a vacina na região da grande China, que inclui Hong Kong, Macau e Taiwan.

Interferências políticas e econômicas

Fonte: Reuters/ReproduçãoFonte: Reuters/ReproduçãoFonte:  Reuters 

Depois que um acordo anterior entre o governo taiwanês e a BioNTech fracassou no início do ano, o ministro da saúde, Chen Shih-chung, atribuiu o insucesso a "forças externas", leia-se intervenção da China.

Além das interferências políticas, que certamente prejudicam a compra de vacina em muitos países, há, no entanto, os interesses comerciais. Fabricantes de equipamentos de informática no mundo inteiro sabem que dependem dos chips e componentes produzidos pelas duas empresas de Taiwan, o que levou a presidente do país a recrutar seus executivos.

Nesse sentido, Terry Gou é pragmático: "se a presidente Tsai e o povo taiwanês estiverem dispostos a me deixar usar minhas várias décadas de conexões internacionais e experiência comercial, devo ser capaz de fazer um avanço na compra de vacinas", escreveu no Facebook o fundador e dono da Foxconn.

Embora Taiwan tenha registrado poucos casos da covid-19 em 2020, em maio passado o número de infectados começou a aumentar, atingindo a média de 195 nos últimos sete dias.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.