SpaceX envia pinguim de pelúcia para o espaço na missão Crew-2

1 min de leitura
Imagem de: SpaceX envia pinguim de pelúcia para o espaço na missão Crew-2
Imagem: NASA TV/Reprodução
Avatar do autor

Os quatro astronautas que decolaram do Centro Espacial Kennedy na Flórida (Estados Unidos), nesta sexta-feira (23), rumo à Estação Espacial Internacional, não foram os únicos tripulantes da missão Crew-2 da SpaceX a bordo da nave Crew Dragon. Havia também um simpático pinguim de pelúcia os acompanhando na jornada.

“Temos um quinto membro da tripulação e ele pode realmente voar! É um pinguim que nossos filhos escolheram e o seu nome é Guin Guin. Bem-vindo Guin Guin ao espaço”, anunciou o astronauta da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA) Akihiko Hoshide.

Ele apareceu flutuando durante o vídeo que a NASA transmitiu ao vivo de dentro da cabine da espaçonave (veja no tweet abaixo), alguns minutos depois do lançamento impulsionado pelo foguete Falcon 9. Seu surgimento na tela era um indicativo de gravidade zero, ou seja, a Crew Dragon havia acabado de sair da atmosfera terrestre naquele momento.

Além do pinguim fabricado e vendido pela empresa Jellycat e do astronauta Hoshide, os outros tripulantes são os astronautas da NASA Shane Kimbrough e Megan McArthur e o membro da Agência Espacial Europeia (ESA) Thomas Pesquet. O grupo tem previsão de chegar ao laboratório orbital neste sábado (24).

Enviar brinquedos para o espaço é uma tradição

Carregar brinquedos nas viagens espaciais é uma tradição que começou nas primeiras missões realizadas pela então União Soviética. Conforme o costume, eles são escolhidos pelos filhos dos tripulantes e servem para indicar que a espaçonave chegou ao ambiente sem gravidade do espaço sideral.

Pinguim que foi ao espaço com os astronautas na Crew Dragon.Pinguim que foi ao espaço com os astronautas na Crew Dragon.Fonte:  Jellycat/Divulgação 

Durante a missão Demo-2 da companhia de Elon Musk, realizada em maio de 2020, os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley tiveram a companhia de um dinossauro de pelúcia na viagem até a Estação. Já na Crew-1, lançada em novembro, o mascote dos tripulantes foi o boneco Baby Yoda, personagem da série The Mandalorian.