Você certamente já viu um bumerangue por aí, e é muito provável que você já tenha tentado arremessar um por conta própria. Contudo, muitos modelos comercializados são grandes, pesados e é preciso muito espaço para arremessá-los, sem contar a técnica correta.

Você sabia que é muito fácil construir o seu próprio bumerangue? No Área 42 desta semana, nós vamos aprender a fazer um modelo simples, feito com materiais que, muito provavelmente, todos nós temos em casa.

Para construir o bumerangue, vamos utilizar potes plásticos de sorvete — aqueles que geralmente são utilizados para armazenar feijão congelado no fundo do freezer. A sugestão foi do leitor Ítalo Carvalho, que desenvolveu o modelo e nos sugeriu a ideia.

A vantagem desse bumerangue é que ele é leve e pequeno, portanto pode ser lançado dentro de casa; seu alcance é curto e dificilmente você vai danificar alguma coisa com ele.

Confira a seguir como você pode montar o seu próprio bumerangue.

Materiais

Confira a lista de materiais necessários:

  • Um pote de sorvete de 2 litros;
  • Tesoura;
  • Caneta para escrever em CD;
  • Grampeador.

Você também vai precisar de um molde feito em papel para confeccionar as asas, que pode ser encontrado aqui.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

É provável que este seja o projeto mais simples e barato que já mostramos aqui. Então, mãos à obra!

Montagem

Agora, vamos começar a montagem do bumerangue.

A montagem é simples, mas você precisa ter cuidado na hora de cortar as asas do bumerangue. Elas precisam ficar perfeitamente alinhadas para que o objeto funcione corretamente.

Antes de começar a montagem, é preciso pegar o molde das asas. Baixe o arquivo e imprima em uma folha de papel A4.

No molde, você encontrará duas asas que deverão ser recortadas. Apesar de ambas serem do mesmo modelo, a segunda asa deverá ser cortada também na linha transversal, o que facilitará o nosso trabalho futuramente.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Agora que já conseguimos o molde das asas, vamos nos preparar para construí-las de fato. Para fazer isso, devemos utilizar uma das laterais do pote de sorvete. A fim de facilitar o nosso trabalho, vamos cortar a lateral antes de desenhar as asas.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Feito isso, posicionamos o molde sobre o plástico e, com a caneta, contornamos o molde para preparar o formato da asa. Devemos repetir esse processo três vezes.

Para finalizar, vamos desenhar uma linha transversal no interior das asas. Faremos isso utilizando o segundo molde, que foi recortado anteriormente.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Posicionamos o segundo molde no interior das asas — com muito cuidado para alinhar corretamente — e fazemos a última linha.

Cortando as asas do bumerangue

Agora que temos as três asas desenhadas no plástico, podemos cortá-las. Para fazer isso, uma tesoura comum deverá servir. Contudo, pelo material ser mais grosso que o papel, talvez você tenha um pouco de dificuldade no começo.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Com muito cuidado para não deformar o material, cortamos cada uma das asas. É preciso que elas fiquem completamente uniformes para garantir o funcionamento do bumerangue.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Com as três asas separadas, vamos posicioná-las de maneira que a base de cada uma delas fique sobre a outra, conforme a imagem.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Depois disso, prendemos uma na outra com um pedaço de fita adesiva para fixar o conjunto e, para finalizar, utilizamos o grampeador para unir os componentes definitivamente. Devemos prender as asas exatamente onde elas se encontram.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Novamente, como o plástico é mais rígido que o papel, é preciso fazer um pouco de força até que o grampeador consiga perfurar o material adequadamente.

Depois disso, com um alicate, apertamos os grampos para evitar que fiquem pontas soltas. Isso deve evitar acidentes.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

O último passo é o mais simples, mas deve ser executado com cuidado. As asas precisam ter uma pequena dobra na lateral para completar o desenho aerodinâmico do modelo. Para fazer essa dobra, vamos nos basear na linha transversal que foi feita anteriormente em cada uma das asas.

Vamos posicionar uma asa de cada vez na borda da mesa e dobrar exatamente sobre a linha.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Pronto, o nosso bumerangue caseiro está pronto.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Como lançar o bumerangue?

Ao contrário do que muitos imaginam, o bumerangue não retorna ao lançador por saudade ou arrependimento de ter voado para longe. O responsável por esse movimento é a força giroscópica: a mesma que atua nas rodas de uma moto em alta velocidade.

Enquanto as rodas giram, a tendência delas é manter-se na posição vertical. Conforme o piloto inclina o seu corpo para o lado, a tendência é a moto fazer uma curva. Portanto, o bumerangue deve ser lançado na posição vertical, mas levemente inclinado para o lado.

Mesmo com a pouca habilidade do lançador, o modelo funcionou! (Fonte da imagem: Tecmundo)

O que vai fazer o bumerangue voar e manter-se em equilíbrio é a velocidade dos giros: quanto mais o bumerangue girar, melhor. Para que isso aconteça, é importante combinar o movimento do braço com o pulso na hora do lançamento.

Esse bumerangue é muito leve, portanto não irá funcionar muito bem em ambientes abertos — o vento vai desviar o rumo do objeto. Prefira locais com pouco vento ou até mesmo dentro de casa.

Na teoria parece um pouco mais complicado que na prática. Portanto, pegue o seu bumerangue e vá treinar! Em pouco tempo você pega o jeito.

De onde veio o bumerangue?

Não se sabe até hoje a história deste aparato. Muitas pesquisas indicam que ele já era usado em diversas partes do mundo há milhares de anos e o mais antigo exemplar de que se tem notícia data de 30 mil anos atrás.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia)

O bumerangue já foi usado por grande parte dos povos antigos: desde os aborígenes australianos até o Faraó Tutâncamon, que possuía uma grande coleção desses artefatos, incluindo modelos de caça e desportivos.

Apesar de desconhecerem a origem da peça, historiadores sugerem que os povos antigos acabaram descobrindo o efeito de “retorno” dos bumerangues ao tentar lançar armas de madeira para caçar animais. Enquanto praticavam os lançamentos, eles encontraram o movimento característico do objeto.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia)

Hoje em dia, os bumerangues não são mais utilizados para caçar. Contudo, o lançamento de bumerangues é um esporte que cresce cada vez mais. Existem diversos modelos em todos os cantos do mundo, cada um com características próprias e cada um deles construído com os mais diversos materiais.

Fonte: Bumerangue Salvador

Cupons de desconto TecMundo: