Nesta semana, os rumores de que a Apple estaria trabalhando em um projeto secreto para construir um carro elétrico do zero começaram a pipocar na internet. Diversas agências de notícias contataram suas fontes e todas confirmaram a mesma coisa: a Apple está mesmo querendo entrar na indústria automobilística. Segundo a Bloomberg, isso não apenas é verdade como também já foi definido um prazo para o lançamento, que deve acontecer em 2020.

De acordo com uma fonte anônima da Bloomberg, esse prazo é mais um objetivo a ser alcançado que uma data definida estritamente. “A Apple pode decidir abandonar seus esforços para esse carro ou atrasá-lo se os executivos estiverem insatisfeitos com o progresso, assim como eles fizeram antes com outros projetos secretos”, disse a fonte.

Concorrência

Agora que a empresa estaria realmente entrando nesse novo ramo de atuação, o objetivo da Apple seria basicamente superar a Tesla Motors, tida hoje como a montadora mais high tech da atualidade. Apesar disso, não é só a criadora dos iPhones que está na cola da Tesla, a GM já trabalha em um carro elétrico de grande autonomia e relativamente barato para lançar em 2017.

Consultado pela Bloomberg, Steve LeVine, autor de um livro sobre baterias automotivas, The Powerhouse, disse que a Maçã pode remexer a indústria de carros. “Agora temos a Apple chegando, e isso é um fato crítico. Será que a GM realmente iria conseguir se igualar à Tesla? A Apple consegue”, comentou.

Contratados

Como noticiamos ontem, a Apple está atrás de várias pessoas especializada em campos-chave para a construção de um carro a partir do zero. Normalmente, entretanto, um processo como esse poder durar até 10 anos, mas a Maçã está a fim de fazer isso em cinco. Para tal, a empresa tem recrutado em massa especialistas de outras empresas como a A123 Systems LLC, uma startup dedicada à pesquisa e fabricação de baterias automotivas.

A Apple teria contratado cinco pessoas importantes só dessa pequena empresa e ainda estaria passando o rodo em laboratórios da LG, Samsung, Panasonic, Toshiba, Johnson Controls, além de montadoras concorrentes. Por conta disso tudo, a A123 está processando a Apple por ter “desestabilizado” seu negócio de predatoriamente.

Há relatos de que a Maçã estaria oferecendo bônus de até US$ 250 mil para esses especialistas abandonarem suas atuais companhias e ainda estaria pagando salários 60% maiores para seduzir todos que estiverem em seu radar.

Cupons de desconto TecMundo: