(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

É difícil conhecer uma empresa que tenha resultados tão bons quanto a Apple vem conseguindo nos últimos anos. A companhia fundada por Steve Jobs esteve perto do fim por várias vezes, mas já faz quase 10 anos que os acionistas sorriem bastante com os números que são apresentados em cada conferência realizada por lá. E nesta semana a história não foi nada diferente do que já estávamos acostumados.

Mostrando os resultados obtidos no último trimestre fiscal de 2013 — lembrando que 2014 já começou para os relatórios das grandes empresas —, a Apple revelou que conseguiu atingir a incrível marca de 33,8 milhões de iPhones vendidos em apenas três meses. Esse número representa um crescimento de 26% em relação às vendas dos smartphones no mesmo período do ano passado, quando foram distribuídos 26,9 milhões de aparelhos.

Vale lembrar ainda que esses números não somam as pré-vendas dos iPhones 5S e 5C, que passam a ser considerados apenas no atual trimestre. Em relação aos iPads também houve um aumento, mas nada que seja tão relevante quanto o salto nas vendas dos iPhones. Para os tablets, o aumento foi de 14 milhões para 14,1 milhões de unidades vendidas, representando uma flutuação mínima nos resultados.

Quanto dinheiro isso representa?

Somando smartphones, tablets, players multimídia, computadores e outros aparelhos da Apple (como o Apple TV e acessórios diversos vendidos por ela), chegamos ao incrível número de US$ 37,5 bilhões. Esse é o total de vendas que a empresa de Cupertino conseguiu durante o último trimestre, sendo que US$ 7,5 bilhões disso são referentes ao lucro propriamente dito.

(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Com esses números bem altos, a Apple encerra o ano de 2013 com US$ 148,6 bilhões em caixa. Além das vendas, a empresa de Cupertino também realizou algumas compras durante o ano fiscal já mencionado. Foram 15 “aquisições estratégicas” de empresas e startups que não foram reveladas, mas que devem contribuir para o portfólio de patentes e decisões de montagem da Apple.

E como falamos nos acionistas lá no começo da notícia, nada melhor do que terminar falando sobre eles. A Apple revelou que pagou US$ 2,8 bilhões referentes aos dividendos das ações que possui e ainda comprou 47 milhões delas novamente — retirando-as do mercado de papéis. Será que em 2014 os números vão ser ainda melhores?

Cupons de desconto TecMundo: