Apple teria "passado a perna" em parceira e entregado tecnologia para empresa rival. (Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Depois de anos de negociação e um acordo para não revelação de detalhes sobre uma patente para redução de ruídos, a Apple foi processada pela Noise Free por supostamente utilizar sua tecnologia em iPhones e iPads ilegalmente. O caso remete ao ano de 2007, quando as empresas estavam negociando uma parceria para utilizar as ideias da Noise Free em equipamentos da Apple.

De acordo com a acusação, a Maçã obteve detalhes da patente em diversas reuniões com a antiga parceira. Nessas oportunidades, a Apple teria entregado os “segredos” para uma concorrente da Noise Free, a Audience, e fechado acordos com esta.

Como se não fosse o bastante, pouco tempo depois de uma apresentação sobre o assunto, dois engenheiros da Apple teriam criado suas próprias patentes baseadas na da Noise Free. Por fim, toda essa confusão aconteceu durante 2010, e hoje a Audience fornece chips de redução de ruídos para várias fabricantes além da Apple.

Dessa forma, a empresa lesada pede indenizações tanto pela violação quanto pelos prejuízos causados pela “divulgação” dos seus segredos. O julgamento deve acontecer em uma corte da Califórnia, mas a data ainda é um mistério.

Fontes: Computerworld e The Verge

Cupons de desconto TecMundo: