(Fonte da imagem: Reprodução/VR-Zone)

Durante a MWC 2014, a Qualcomm realizou uma apresentação impressionante de seu novo processador Snapdragon 805 e do seu moldem Gobi 9x35, em colaboração com a Samsung. No evento, as empresas mostraram um Galaxy Note 3 alterado, recheado com o novo hardware que permite o uso de LTE Avançado de Categoria 6, alcançando uma assombrosa velocidade de download de 300 Mbps.

Para facilitar a compreensão da magnitude desse número, o norte-americano comum conta com taxas médias de 21,5 Mbps na internet de banda larga e 10,4 Mbps nas redes móveis, segundo a Net Index. A velocidade atual obviamente não seria o bastante para um streaming confortável de vídeos com resolução 4K, o que demonstra a importância de uma velocidade tão absurda.

Embora o Snapdragon 805 já seja interessante por conta própria, o Gobi 9x35 também é um feito e tanto dos engenheiros da Qualcomm. Ele é o primeiro moldem 3G/LTE comercialmente anunciado que é baseado em tecnologia de 20 nanômetros, além de ser retrocompatível, com suporte a tecnologias como WCDMA/MC-HSPA, CDMA 1x/EVDO Rev. B, GSM/EDGE e TD-SCDMA.

Fórmula da bruxaria

(Fonte da imagem: Reprodução/SemiWiki)

A velocidade de download é atingida por meio de uma técnica chama de “agregação de portador”, que funciona pela combinação de dois sinais de 20 MHz. Isso acaba fornecendo duas vezes mais largura de banda do que é possível ter com o LTE Categoria 4, que está sendo disponibilizado nos principais aparelhos atuais.

Segundo a Qualcomm, o novo hardware deve ser disponibilizado comercialmente mais tarde neste ano. Como a Samsung já criou as bases necessárias de modificação para ter um Galaxy Note 3 capaz de utilizar as tecnologias, o phablet se torna o principal candidato a recebê-las primeiro. Ainda assim, vale ressaltar que a variante superpotente do dispositivo deve permanecer uma exclusividade da operadora sul-coreana SK Telecom por algum tempo.

Cupons de desconto TecMundo: