Warcraft 3: Frozen Throne ganhou muito destaque nas últimas semanas. Apesar de uma idade avançada, o game de estratégia da Blizzard foi alvo dos holofotes por conta de uma nova atualização que trará mais novidades ao jogo. Mas, além dessa grande surpresa, agora foi a vez dos líderes do projeto WarCraft: Armies of Azeroth liberarem a versão alfa do tão esperado mod que remonta as brigas entre as quatro raças dentro da engine de StarCraft II: Legacy of the Void.

O mod está em desenvolvimento desde os primeiros meses de 2015 e recebeu poucos vídeos de gameplay desde as primeiras fases de produção. A proposta do projeto é aproveitar os gráficos renovados de StarCraft II para dar finalmente uma versão remasterizada de Warcraft 3 aos fãs — tudo isso sem perder as mecânicas clássicas do jogo, como a presença dos heróis, itens e magias clássicas.

O TecMundo deu uma passadinha por WarCraft: Armies of Azeroth e mostra um pouco de como está a situação do projeto. Além de um gameplay, que você confere na abertura da matéria, contamos um pouco sobre a experiência do jogo logo abaixo, confira!

Nostalgia em HD

WarCraft: Armies of Azeroth é um banho de nostalgia para todos os jogadores que saborearam Warcraft 3. Por meio dos feitiços complexos dos editores de mapa, os fãs realmente conseguiram adaptar toda a essência do jogo de 2002 e convertê-la de uma forma completamente remasterizada. Dos gráficos às mecânicas, tudo é quase idêntico mesmo dentro de StarCraft II.

O mod já prevê partidas entre as quatro raças originais de Warcraft 3. Humanos, orcs, elfos noturnos e mortos-vivos se confrontam novamente, mas dessa vez com modelos 3D refinados e bem adaptados para o visual atual dos computadores.

Tudo foi mantido de forma fiel ao jogo original. A posição dos monstros neutros, as magias, as unidades, as construções, as teclas de atalho e até mesmo o sistema de itens, com drops idênticos aos mapas competitivos.

Isso foi possível com uma ajudinha da Blizzard, que disponibilizou os modelos originais de Warcraft 3 para os modders usarem dentro de StarCraft II. Essa migração possibilitou que, além dos gráficos originais, os atributos originais das unidades fossem mantidos, como a taxa de ataque, as animações e até as falas.

A trilha sonora segue ao lado da parte visual e também se mantém fiel à original. Até o momento, não encontramos bugs que afetassem o jogo, embora alguns momentos de instabilidade e de pequenas “travadas” aconteceram durante as gravações.

Há pequenas "novidades" derivadas do próprio StarCraft II. Uma barra cinza logo abaixo das construções informa o andamento das construções, como o treinamento de unidades e o tempo restante para o trabalhador terminar a tarefa. A mina também mostra o contador de construtores coletando ouro.

De uma forma geral, WarCraft: Armies of Azeroth é a remasterização de Warcraft 3 que todos os fãs pediram. Enquanto a Blizzard ainda considera uma sequência para o jogo depois da conclusão de StarCraft II, este projeto com certeza merece a atenção de todos que já presenciaram as estratégicas batalhas por Azeroth.

Como baixar?

Warcraft 3: Armies of Azeroth está disponível para quem possui StarCraft II: Legacy of the Void ou alguma das edições anteriores (inclusive o Starter Edition). Para acessá-lo, basta ir no modo Arcade e procurar por “WAA Turtle Rock [4]” no servidor europeu ou por “(4) Turtle Rock - War 3 Mod (GA)” no servidor norte-americano.

Somente o mapa Turtle Rock ainda está disponível, mas o projeto avisou por meio do Facebook que mais mapas serão disponibilizados em breve.

Irão assistir o Filme Warcraft? Ansiosos para ele? O que acham de filmes temáticos com base em títulos de jogos? Comente no Fórum do TecMundo