O IFI CLAIMS Patent Services lançou mais uma versão de sua tradicional lista com as empresas que mais registraram patentes e propriedades intelectuais nos Estados Unidos em 2015.

Não é nennhuma novidade que empresas de tecnologia dominem a lista — afinal, a área é cheia de técnicas, designs e sistemas que, mesmo proprietários, vivem sendo alvo de processos por plágio ou uso indevido. Ao todo, foram 299.365 registros no ano, 1% a menos que em 2014.

Confira a lista das 20 companhias mais bem posicionadas, a quantidade de patentes registradas e seu respectivo país de origem:

  • 1. IBM (EUA) - 7.355
  • 2. Samsung (Coreia do Sul) - 5.072
  • 3. Canon (Japão) - 4.134
  • 4. Qualcomm (EUA) - 2.900
  • 5. Google (EUA) - 2.835
  • 6. Toshiba (Japão) - 2.627
  • 7. Sony (Japão) - 2.455
  • 8. LG (Coreia do Sul) - 2.242
  • 9. Intel (EUA) - 2.048
  • 10. Microsoft (EUA) - 1.956
  • 11. Apple (EUA) - 1.938
  • 12. Samsung Display (Coreia do Sul) - 1.838
  • 13. TSMC (Taiwan) - 1.774
  • 14. General Electric (EUA) - 1.757
  • 15. Ricoh (Japão) - 1.627
  • 16. Seiko Epson (Japão) - 1.620
  • 17. Totoya (Japão) - 1.581
  • 18. Panasonic (Japão) - 1.474
  • 19. Fujitsu (Japão) - 1.467
  • 20. Ericsson (Suécia) - 1.407

É curioso notar como o Japão é o país mais recorrente na lista, junto com os próprios Estados Unidos. Taiwan e Suécia são os "intrusos", com um representante cada, e a tradicional Coreia do Sul tem três integrantes — sendo que a Samsung está duas vezes na lista, com a divisão de hardwares e a de telas.

A IBM lidera o ranking há mais de duas décadas e usa a biblioteca de patentes como uma de suas principais e atuais fontes de sobrevivência. Além disso, elas servem para a gigante nunca parar de expandir: elas estão direcionadas para as mais variadas áreas, como inteligência artificial, aprendizado de máquinas, linguagem de processamento, computação em nuvem e por aí vai.

A lista completa pode ser acessada neste link.