A LG começou 2016 anunciando uma nova linha de smartphones para o público consumidor durante o evento Consumer Eletronics Show (CES) 2016. A série K, cujo aparelho mais potente é o K10 – também é composta por K8 e K4 –, vem para ser uma nova opção para aqueles que estão em dúvida sobre qual aparelho comprar.

Falando especificamente sobre o K10, podemos dizer que esse smartphone veio para concorrer no mercado de aparelhos intermediários. A aposta da LG nesse dispositivo concentra-se em seu design diferenciado, processador octa-core de alto desempenho e câmeras de alta resolução. Será que vale a pena investir o seu dinheiro nesse modelo? Confira agora o que achamos do LG K10.

O smartphone LG K10 foi cedido por empréstimo pela LG para a realização desta análise.

Especificações técnicas do LG K10

  • Sistema operacional: Android 6.0 (Marshmallow)
  • Tela: IPS LCD 5,3 polegadas
  • Resolução de tela: 1280x720 pixels (HD)
  • Densidade de pixels: 277 ppi
  • Chipset: MediaTek MT6753
  • CPU: Octa-core de 1,14 GHz
  • GPU: Mali-T720MP3
  • Memória RAM: 1 GB
  • Armazenamento interno: 16 GB
  • Armazenamento externo: cartão micro SD
  • Câmera traseira: 13 MP
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Bateria: 2.300 mAh
  • Conectividade: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, WiFi Direct, hotspot, Bluetooth 4.1, 3G, 4G, GPS (A-GPS e GLONASS), NFC e micro USB 2.0
  • Sensores: acelerômetro, proximidade e luz ambiente
  • Dimensões: 146,6 mm (altura) x 74,8 mm (largura)
  • Espessura: 8,8 mm
  • Peso: 142 gramas
  • Cores: índigo, dourado e branco
  • Preço de lançamento: R$ 1.149 (4G) ou R$ 1.199 (4G + TV Digital)
  • Menor preço encontrado: R$ 950 (4G)

Design

A linha K da LG traz um design diferenciado e um visual que agrada bastante. Não há novidades realmente inovadoras, mas o resultado final impressiona por conta da qualidade. Porém, apesar de implementar algumas mudanças, o LG K10 ainda manteve algumas características tradicionais dessa marca sul-coreana.

Esse é o caso dos Smart Buttons, os botões práticos e funcionais na parte traseira para controle de volume e ligar/desligar a tela. Outra característica herdada do antecessor é a bateria e a tampa removíveis, aspectos que devem agradar aqueles consumidores que se preocupam com a autonomia da bateria e pretendem carregar uma a mais para onde forem.

Na tampa traseira, o LG K10 traz uma nova textura que contribui para um visual ainda mais elegante e chamativo. Ela é levemente rugosa, o que também favorece a pegada e não deve oferecer perigo para o manuseio do smartphone com apenas uma mão – apesar da tela grande, de 5,3 polegadas.

Na parte da frente, as bordas laterais praticamente se misturam com a tela, passando a impressão de que o display é levemente curvo. Essa característica também contribui para o aspecto visual, já que o LG K10 se parece com os smartphones "edge" fabricados pela concorrente Samsung.

Tela

Embora não traga nenhuma novidade surpreendente neste departamento, a tela do K10 impressiona por sua qualidade de imagem. O display LCD é capaz de exibir cores equilibradas e bastante fiéis. A tecnologia IPS também contribui ao oferecer boa visibilidade mesmo sob ângulos desfavoráveis.

Mesmo com a resolução HD – em vez do superior Full HD –, é possível obter uma boa nitidez nessa tela grande de 5,3 polegadas. O LG K10 ainda possui a tecnologia da Corning, o Gorilla Glass 3, o que deve garantir proteção contra riscos e arranhões acidentais. O design curvo das bordas laterais também contribui para a harmonia proporcionada pelo display.

Desempenho

Apesar de impressionar pelo design e qualidade da tela, o LG K10 não surpreende tanto assim por dentro. O desempenho é compatível com sua faixa de preço, msa o aparelho deixa a desejar em alguns aspectos de hardware, como a presença de apenas 1 GB de memória RAM.

O processador da MediaTek – modelo MT6753 octa-core de 1,14 GHz – é o mesmo que equipa o Quantum Go, um chip intermediário, mas que consegue dar conta do recado para a maioria das atividades. É possível, por exemplo, rodar sem problemas alguns games bem pesados, como Asphalt 8 e Mortal Kombat X, o que mostra as capacidades desse smartphone.

3D Mark (Ice Storm Unlimited)

O 3D Mark é um dos testes de benchmark mais conceituados do mercado. Para essa comparação, executamos o Ice Storm Unlimited, uma das opções oferecidas pelo aplicativo. Quanto maior a pontuação, melhor o desempenho.

AnTuTu Benchmark

Esse aplicativo é um dos mais completos da categoria quando se trata de analisar o hardware de um aparelho. O AnTuTu Benchmark faz testes de interface, CPU, GPU e memória RAM. Pontuações maiores representam um desempenho melhor.

Vellamo Mobile Benchmark

Essa opção é bastante versátil por oferecer dois testes para os aparelhos: o HTML5 e o Metal. No primeiro deles, o desempenho do smartphone para navegação na web é colocado à prova. No Metal, o processador é avaliado, e uma nota final é atribuída à sua performance. Maiores pontuações indicam melhor desempenho.

Apesar disso, durante nossos testes, foi possível perceber alguma lentidão ao abrir vários apps ao mesmo tempo, um problema que está relacionado à limitação de memória RAM. A memória interna de 16 GB não deve ser um empecilho para os consumidores, e ainda é possível usar cartão micro SD para expandir essa capacidade.

Interface

Uma das grandes vantagens para aqueles que adquirirem o LG K10 é o fato de o smartphone já chegar equipado com o Android Marshmallow. Essa versão do sistema operacional é a última lançada pela Google, o que mostra a preocupação da LG com a experiência de usuários. Apesar do desempenho mediano em multitarefas, a interface roda de forma muito fluida e praticamente sem engasgos.

Câmera

A fabricante se esforçou para entregar uma câmera de qualidade, mas esse é outro departamento no qual o LG K10 desaponta. A qualidade mediana fica abaixo do que é oferecido por concorrentes na mesma faixa de preço – ou até mais baratos –, como o Motorola Moto X Play e o ASUS Zenfone 2.

Porém, vale a pena deixar bem claro que esse é um aparelho específico para fotos e selfies básicas. Portanto, não espere uma qualidade excepcional para as câmeras traseira de 13 megapixels e frontal de 8 megapixels, muito menos comparando com o top de linha LG G4. É importante mencionar também que não há um modo manual de captura, mas dá para tirar fotos com comandos de voz ou gestos.

Bateria

O LG K10 também não impressiona nesse departamento. Em teste de desempenho máximo, o aparelho aguentou pouco menos de 6 horas – uma autonomia apenas mediana quando comparada à de outros concorrentes do mercado. Sob uso moderado, usando redes sociais, jogos e mensageiros ocasionalmente, esse número subiu para 15 horas, o que deve garantir um dia inteiro longe das tomadas.

Vale ressaltar que a LG manteve a tampa e a bateria removíveis, uma vantagem para quem se preocupa com autonomia a longo prazo e pretende andar com uma carga extra para situações emergenciais.

Áudio

O K10 apresenta uma qualidade sonora razoável, embora possua um alto-falante muito tímido na parte traseira. O seu posicionamento e tamanho fazem com que seja muito fácil abafar tudo o que é emitido pela saída de som. Contudo, ao reproduzirmos música constatamos um áudio bem alto e praticamente sem distorções. Esse aparelho da LG também é acompanhado de fones de ouvido bastante simples, o que não contribui para a experiência sonora.

TV Digital

Além de adotar o padrão de conectividade 4G para todos os modelos da linha "K", a LG também disponibiliza uma versão do K10 com suporte a TV Digital. Esse é um recurso especialmente voltado para o público brasileiro que, da mesma que o Dual Chip, é muito procurado pelos consumidores do nosso país.

Porém, vale ressaltar que o LG K10 tem suporte a TV Digital no padrão 1Seg, o que significa que não transmite sinal em Full HD. Contudo, a qualidade da transmissão ainda é razoável, mesmo chegando apenas aos 720p em algumas regiões. Vale mencionar também que a disponibilidade do sinal, bem como a qualidade final da transmissão, vai depender da região e oferta de sinal de determinada localidade.

Vale a pena?

Essa nova linha da LG é uma aposta um tanto arriscada por parte da fabricante. Apesar de trazer um design  diferenciado e especificações técnicas razoáveis – especialmente considerando sua faixa de preço – , o K10 decepciona em vários aspectos que poderia surpreender – como câmera, bateria e desempenho.

A impressão que temos é de que essa linha chegou um pouco atrasada no mercado, oferecendo uma experiência que já encontramos em outros modelos disponíveis. Esse é o caso do Motorola Moto X Play, que oferece bateria e câmeras melhores, e o ASUS Zenfone 2, que se destaca pelo desempenho acima da média.

Se você não está preocupado com potência e não liga muito para o custo-benefício de sua compra, o LG K10 pode ser uma boa opção. Isso é ainda mais válido se você se impressionou pelo visual do aparelho. Caso contrário, o melhor mesmo é procurar outro smartphone.

Review: você acha que vale a pena investir no smartphone LG K10? Comente no Fórum do TecMundo