Com o isolamento político, econômico e cultural pelo qual passa a Coreia do Norte, é sempre complicado apontar o que é verdade e o que é mentira quando mencionam o país liderado à mão de ferro por Kim Jong-un, especialmente quando se trata do uso da internet.

O relato mais recente publicado sobre os internautas norte-coreanos foi revelado pela agência de marketing We Are Social e afirma que no país todo existem apenas 7,2 mil usuários da internet. Isso coloca a Coreia do Norte no último lugar da lista que mostra as nações com maior número de internautas e a porcentagem que esse valor representa em relação à população total.

Da Islândia à Coreia do Norte

Figurando em primeiro lugar na lista de porcentagem está a Islândia, com acesso à internet para 98% da população total. Outros dois países escandinavos – Noruega e Dinamarca – estão bem na ordem, aparecendo em terceiro e quarto lugar respectivamente. Na outra ponta da lista, estão alguns países africanos como Etiópia, Congo, Chade, Níger e, no último lugar tanto de porcentagem quanto de quantidade absoluta, a Coreia do Norte, com 7,2 mil usuários da internet, que representam 0,03% da população total.

Lá existe uma versão local da internet, sem contato com o resto do mundo, chamada Kwangmyong. Essa rede fechada não recebe nenhum conteúdo estrangeiro, e tudo é censurado por oficiais do governo. Os computadores utilizados para acessar a “internet norte-coreana” também são únicos no país e funcionam com um sistema operacional chamado “Estrela Vermelha”, que supostamente parece bastante com versões antigas do OS X.

Serviços parecidos, mas isolados

Existe também um Google da Coreia do Norte, chamado “Nosso País”, que realiza buscas através dos cerca de 5,5 mil websites do país, que consistem basicamente em páginas de universidades, escritórios governamentais, bibliotecas e empresas estatais. Há também versões norte-coreanas para redes sociais e outras plataformas, todas censuradas e sem contato com o resto do planeta.

Se tudo isso é verdade ou são lendas criadas em torno do isolamento da Coreia do Norte, é muito complicado afirmar. Ainda assim, a situação toda não deixa de ser curiosa e de criar histórias interessantes pelo imenso contraste com praticamente todo o resto do mundo.

Como você acha que funciona a internet na Coreia do Norte? Comente no Fórum do TecMundo