Você já se perguntou sobre o motivo de a Microsoft estar demorando tanto para lançar o HoloLens? Bem, Alex Kipman, criador do aparelho tem uma boa resposta para você: "Se um consumidor comprasse o dispositivo hoje, ele teria mais ou menos apenas 12 coisas para fazer. Aí ele pensaria 'uau, comprei algo por US$ 3 mil e agora está ali encostado juntando poeira'. Não queremos isso", afirma.

As palavras de do executivo, durante uma conferência da TED em Vancouver, fazem muito sentido quando pensamos lá atrás, no momento em que o Kinect foi lançado para o Xbox 360. Não havia muita coisa para se fazer com ele, os títulos que conseguiam usar a capacidade máxima do acessório eram raríssimos e a maioria ainda não agradava os jogadores.

Apesar de o Kinect ter vendido 10 milhões de unidades em apenas 60 dias, Kipman mantém sua afirmação de que ele não estava pronto  e todo o entusiasmo ao redor dele acabou sendo derrubado pela falta de suporte e tecnologia da época. Por conta disso, o criador do HoloLens quer ter certeza que o seu dispositivo seja extremamente útil assim que for colocado à venda.

Tudo isso sendo dito, no final das contas ainda não fazemos a menor ideia de quando o revolucionário periférico estará disponível ao público. Aguardamos ANSIOSAMENTE.  

Você acredita que o HoloLens vai mudar o modo como as pessoas usam a tecnologia? Comente no Fórum do TecMundo