Ainda que videochamadas quebrem um galho na hora de ter uma conversa de forma uma pouco mais pessoal com amigos, parentes e colega de negócios – independentemente da distância entre as partes –, não dá para negar que, às vezes, ficam vendo um close do rosto da pessoa por minutos à fio pode ser um pouco desconfortante. Para balançar um pouco desse cenário, a Microsoft resolveu se inspirar em algumas de suas tecnologias e desenvolver um sistema de projeção para tornar tudo ainda mais natural.

Com o intuito de tornar as ligações com uso de vídeo mais “aconchegantes”, a equipe de engenheiros da Empresa de Redmond resolveu levar a frente o projeto chamado Room2Room. Nele, é usado um conjunto de projetor e câmeras da linha Kinect para escanear completamente o interlocutor e reproduzi-lo fielmente na sala ou escritório do outro integrante da conversa. Idealmente, ambos os usuários devem ter o equipamento para que possam conferir representações 3D um do outro.

Segundo os pesquisadores da Microsoft, essa interação tridimensional – na qual é possível ver a pessoas dos mais diversos ângulos – é possível graças ao hardware do periférico original da linha Xbox. Com todas as informações sendo repassadas de um kit para o outro, a ideia é que a imagem projetada ajuste e corrija sua perspectiva conforme o seu ponto de vista – embora como dá para ver na foto acima, o resultado não fique tão interessante para quem está só espiando o bate-papo.

Colocando o aparelho à prova

Para provar a competência desse tipo de realidade aumentada, a empresa fez uma bateria de testes na qual os participantes deveriam resolver um quebra-cabeças 3D feito de blocos. A regra era que um deles ficaria em uma sala com o brinquedo, enquanto os outros tentariam resolver o puzzle remotamente. Na conferência por Skype, o processo levou nove minutos, enquanto a mesma tarefa foi completada em sete minutos com o sistema da Microsoft. Nada mal se levarmos em consideração os quatro minutos na tradicional resolução cara a cara.

Apesar da expectativa otimista dos engenheiros para o projeto, o Room2Room não deve dar as caras no mercado tão cedo, já que o conjunto de hardware ainda é consideravelmente caro, nada compacto e, por enquanto, não gera imagens de alta resolução. De qualquer forma, a empreitada dá uma ideia do que poderemos ver no futuro próximo, com projeções do tipo saindo do ramo dos filmes e da ficção científica e indo parar em dispositivos reais como os óculos de realidade virtual ou o aguardado HoloLens, da própria Microsoft.

Como você melhoraria as videochamadas tradicionais? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: