Imagem de Sonic Origins
Imagem de Sonic Origins

Sonic Origins

Nota do Voxel
88

Sonic Origins traz nostalgia sublime manchada pela precificação

Quem viveu os anos 1990 em sua plenitude provavelmente deve ter muito carinho por Sonic the Hedgehog. O principal mascote da SEGA logo acelerou para se tornar um dos maiores heróis dos videogames com uma série de jogos de tirar o fôlego na geração 16-bits, e agora podemos reviver essas memórias — e muito mais! — na coleção Sonic Origins! Conheça todos os seus prós e contras no review completo a seguir:

"Genesis does..."

Ao avaliar uma coletânea, ainda que os seus jogos tenham sido refeitos em novas versões com suporte a alta resolução e maior fluidez de movimento, o que realmente importa mais do que qualquer coisa é a qualidade dos jogos pelos quais estamos pagando e, nesse sentido, Sonic Origins já larga em uma das melhores situações possíveis.

Dependendo do seu ponto de vista, a coleção traz quatro ou cinco dos melhores jogos do personagem, e eu explico a confusão na conta: aqui temos, na ordem recomendada pela coleção: Sonic the Hedgehog 1, Sonic CD, Sonic the Hedgehog 2 e... Sonic 3 & Knuckles. Você não pode jogar Sonic 3 ou Sonic and Knuckles separados, apenas uma versão que equivale aos dois cartuchos completos conectados entre si e ligados no Mega Drive.

Talvez isso soe um pouco estranho para os nossos leitores mais novos, mas em 1994 a SEGA lançou o cartucho Sonic & Knuckles que, graças a tecnologia de lock-on, inovou bastante: basicamente você encaixava um cartucho no outro e com isso recebia uma espécie de pacote de expansão, quase uma pioneira "DLC", mas sem precisar baixar mais nada. O problema é que aqui você já recebe o pacote completo e não consegue curti-lo em partes se quiser.

Sonic 3 & Knuckles é ótimo — alguns até diriam que é a melhor aventura que você pode ter em toda a série —, mas também seria legal poder zerar a campanha mais crua e curta de Sonic 3 isolada se assim desejássemos. Seja como for, o fato é que aqui você encontra quatro (ou cinco?) jogos magníficos que qualquer entusiasta de plataforma ou da história dos videogames precisa conhecer, e todos eles envelheceram muito bem!

Novidades para valorizar o pacote

Sonic Origins traz vários recursos grandes e pequenos que ajudam a justificar a nova coleção. A maior adição provavelmente são os novos curtas animados que foram inseridos antes e depois da campanha de cada um dos games, ajudando a contar uma só história com começo, meio e fim de forma coesa e gratificante. É uma grande sacada e uma narrativa surpreendentemente redondinha!

Elas seguem a mesma linha das ótimas animações de Sonic Mania que, inclusive, também estão disponíveis para assistir no farto museu do game. Ele foi feito com bastante esmero e inclui não só um monte de músicas dos jogos como também ilustrações exclusivas e até apresentações ao vivo, então é divertido desbloquear esse material com a nova moeda que foi adicionada in-game.

Que fique claro, apesar de os problemas de precificação que explicarei adiante, o jogo em si não possui uma loja interna nem microtransações de qualquer espécie e essas moedas você adquire simplesmente jogando as campanhas ou se desafiando nos novos modos que foram adicionados exclusivamente para Origins, como o Desafio dos Chefões que, como o próprio nome indica, é uma boss rush temática contra os inimigos principais de cada jogo, ou o modo missão que inclui desafios bem específicos em corridas em busca do melhor ranking de desempenho.

Outro acréscimo legal é que basta terminar qualquer jogo da coleção para habilitar o Modo Espelhado dele, o que acaba garantindo uma forma nova de reviver as suas aventuras, agora com o scroll rolando da direita para a esquerda. Por fim, a estrela do show é o modo aniversário de cada um dos títulos:

Parabéns pra você!

Apesar de todos os games poderem ser jogados no modo Clássico, que é uma recriação bastante fiel das experiências originais exceto por um ou outro detalhe, como a falta de algumas músicas na trilha sonora de Sonic 3 — aquelas mesmas que tiveram o envolvimento de Michael Jackson —, a melhor pedida é mesmo encarar o modo Aniversário.

Afinal, aqui você pode jogar em widescreen e, de quebra, usar os melhores movimentos do Sonic nos jogos, como o Drop Dash e Spin Dash, além de colocar o Tails ou Knuckles como protagonistas de jogos lançados antes mesmo de sua criação.

Os jogadores mais veteranos notarão diversas mudanças grandes e pequenas que foram feitas para incorporar o visual widescreen em consoles mais parrudos, com mais coisas cabendo na tela de uma vez sem causar diminuições de velocidade. Já na emblemática primeira luta contra o Dr. Robotnik em Sonic 1, por exemplo, você verá que as plataformas nas laterais agora possuem um espaço vazio do seu lado, ampliando um pouco mais a arena de batalha e mudando o ritmo da luta.

Naturalmente, vários bugs também foram resolvidos para a nova edição, e alguns deles devem impactar bastante a performance dos speedrunners de plantão. Só é estranho que, diferente de várias outras coletâneas modernas, a SEGA não tenha inserido ferramentas internas de save state ou de rebobinar para ajudar os marinheiros de primeira viagem. Ao menos o jogo salva automaticamente o seu progresso e é possível continuar na fase em que parou em qualquer um dos games.

Mas vale a pena pagar o preço cheio?

E agora chegamos ao verdadeiro calcanhar de Aquiles do que deveria ser uma linda celebração da história do ouriço velocista: como você já deve ter visto internet afora desde o primeiro trailer revelando as diferentes formas em que Sonic Origins é vendido, a SEGA acabou cobrando caro demais e, pior ainda, de forma confusa demais pelo que está oferecendo.

Espalhar um conteúdo tão simples em versões padrão, Digital Deluxe, Diversão Premium e ainda um inusitado Pacote Musical Clássico acaba confundindo desnecessariamente o consumidor e manchando quase que irremediavelmente o pacote. Em tempos de crise, é complicado justificar um investimento de mais de R$ 200 em títulos que já foram relançados das mais diversas formas em praticamente todo tipo de aparelho, inclusive celulares.

E também chamam atenção a falta de outras aventuras do mascote e seus amigos no Mega Drive, como Sonic 3D Blast ou até mesmo Dr. Robotnik's Mean Bean Machine. Pelo valor cobrado, quem sabe não valia a pena até colocar alguns títulos de Master System ou 32X? Seja como for, o que está no pacote é realmente excelente e, se o preço não for um problema para você, é extremamente divertido revisitar os games da coleção!

Sonic Origins é uma coleção de jogos sublimes que peca pela venda confusa e cara

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.
Pontos Positivos
  • Novos modos de jogo divertem e dão mais fator replay
  • Museu cheio de curiosidades legais
  • Os curtas animados são incríveis
  • Jogos bem integrados entre si narrativamente dão coesão à coleção
  • Poder salvar o jogo em qualquer fase
  • Gráficos lindos em 4K e gameplay fluído
Pontos Negativos
  • Preço muito caro
  • Diferentes pacotes de conteúdo confusos à venda
  • Sonic 3 e Sonic and Knuckles não podem ser jogados separadamente
  • Ausência de algumas músicas originais de Sonic 3
  • Sem save state ou rewind