Hoje você usa o smartphone para várias atividades diferentes. Além de fazer e receber ligações, os dispositivos móveis também servem para capturar fotos, reproduzir músicas e vídeos, fazer gravações e muito mais. Porém, não podemos esquecer de uma das principais funções dos aparelhos atuais: servir como uma plataforma de jogos.

De acordo com um estudo recente do Facebook, 73% dos brasileiros usam os dispositivos para jogar. Esse é um número gigantesco se considerarmos as diversas funções dos smartphones. Contudo, há quem acredite que esse número poderia ser ainda maior se não fosse a limitação de hardware de alguns aparelhos mais básicos, que provavelmente compõem a maioria dos celulares usados atualmente.

Mas será que isso realmente atrapalha a jogatina? Será que precisamos de um smartphone top de linha para rodar com tranquilidade os jogos disponíveis nas lojas de aplicativos? É isso que vamos tentar descobrir agora em mais um artigo do TecMundo.

Intermediários dando conta do recado

Se você costuma acompanhar as análises do TecMundo, deve saber que sempre rodamos alguns jogos no celular para atestar a sua performance. Fazemos isso porque esse tipo de aplicativo (os games) são os que mais exigem do hardware do aparelho, servindo como um bom parâmetro para descobrir se o modelo verificado tem ou não um bom desempenho.

Como autor de várias análises que já foram publicadas aqui no TecMundo, tenho propriedade para dizer que os smartphones intermediários estão dando conta do recado quando o assunto é rodar games. Isso acontece porque o hardware tem evoluído em uma velocidade maior do que a exigência técnica desses jogos. Afinal, estamos falando de um ecossistema que tem suas limitações físicas para o crescimento. Provavelmente não veremos celulares cada vez maiores (e mais poderosos) sendo lançados no futuro – embora já existam alguns.

Os smartphones intermediários estão dando conta do recado quando o assunto é rodar games

Quer um exemplo? Tenho alguns para ilustrar o que estou querendo dizer.

Esse é o caso do Lenovo Vibe K5 e do Motorola Moto G4 Play, smartphones que custam menos de R$ 1 mil – confira outros modelos nessa condição aqui neste link – e conseguem rodar com tranquilidade vários jogos. É claro que o desempenho é inferior quando comparado com variantes tops de linha, como o Samsung Galaxy S7 e o iPhone 7, mas não dá para negar que modelos intermediários já quebram um bom galho para quem quer se divertir com games no smartphone.

Os aparelhos que se enquadram nessa categoria são aqueles que possuem entre 1 e 2 GB de memória RAM e um chipset da gama intermediária. Smartphones com processador da série Qualcomm 600 – ou equivalentes da MediaTek e outras fabricantes – são os que melhor ilustram o que estou querendo dizer.

Uma questão de custo-benefício

Se o seu objetivo é aproveitar os jogos ao máximo e não tem uma limitação de gastos (o que é raro), não há dúvidas. Basta apenas escolher um smartphone top de linha e ter a segurança de que todos os jogos vão rodar com bastante fluidez. Para isso, tenho algumas sugestões.

Além dos já mencionados Galaxy S7 e iPhone 7, também recomendaria o Sony Xperia XZ, o Lenovo Moto Z, o Huawei Nexus 6P e o Quantum FLY. Há muitos outros smartphones, mas com esses com certeza você não terá problema.

Contudo, não são todos que podem fazer um investimento tão grande em um smartphone. Na verdade, a maioria dos consumidores busca a melhor relação custo-benefício na hora de fazer essa compra. É aí que entram as nossas sugestões de aparelhos que conseguem rodar jogos com qualidade e ainda não pesam tanto assim no bolso.

73% dos brasileiros usam os aparelhos para jogar

Modelos que custam aproximadamente R$ 1 mil geralmente já atendem muito bem essa demanda. Você dificilmente vai encontrar jogos que não rodem nesses aparelhos, sendo que alguns vão apenas apresentar uma queda na taxa de quadros por segundo ou pequenos travamentos.

Aqui vai uma lista de smartphones baratos e que mesmo assim conseguem rodar jogos com qualidade:

Jogos para seu smartphone

Já que estamos falando sobre a capacidade de smartphones intermediários darem conta do recado ao rodarem games, que tal uma relação de jogos para testar nesses aparelhos? Elaboramos uma lista de aplicativos para você realmente atestar que o seu dispositivo, mesmo não sendo um top de linha, consegue executar boa parte dos títulos das lojas de apps. E tudo com bastante qualidade.

Horizon Chase - World Tour

LIMBO

Grand Theft Auto: San Andreas

DC Legends

Traffic Rider

Asphalt Xtreme

Real Racing 3

MORTAL KOMBAT X

FIFA Mobile Futebol

Need for Speed No Limits

Pokémon GO

Minecraft - Pocket Edition

Conclusão

É lógico que há muitos outros jogos que podem rodar tranquilamente em um smartphone intermediário. Isso sem falar nos títulos mais simples, aqueles que exigem bem pouco processamento e são capazes de rodar até mesmo em aparelhos mais simples e baratos.

Mas acredito que a mensagem foi passada corretamente. Você não precisa de um smartphone top de linha para se divertir com seu aparelho. Há uma infinidade de jogos para baixar e aproveitar com seu dispositivo. Se você está buscando um novo celular e está preocupado se ele vai rodar os seus jogos favoritos, saiba que um intermediário provavelmente vai lhe servir muito bem.

Cupons de desconto TecMundo: