O ano passado foi marcado por diversas perdas e deixou todo mundo abalado. Não é difícil se lembrar do nome de um famoso ou celebridade que deixou o mundo em 2016, como David Bowie, Carrie FisherAlan Rickman e muitos outros.

Porém, não foram só os atores e outras pessoas importantes que nos deixaram em 2016, pois a tecnologia também sofreu nesse ano, registrando alguns desfalques que vão fazer falta. Dos itens listados abaixo, alguns podem ter feito parte do seu cotidiano, enquanto outros nunca viram a luz do dia. Vamos agora conhecer as tecnologias que morreram em 2016.

1 – Samsung Galaxy Note 7

A morte mais comentada de 2016 no universo da tecnologia com certeza foi a do Galaxy Note 7 e os casos em que ele explodiu. O que surpreende é o fato de a morte ter sido bem prematura, já que o smartphone mal chegou a todos os mercados, inclusive aqui no Brasil. Até hoje ainda é incerto o motivo dos problemas do dispositivo, mas é certo de que se tratava de algo na bateria, que resultou sepultamento desse aparelho.

Galaxy Note 7

2 – Pebble

Antes mesmo de vermos os relógios inteligentes por aí, o Peeble já existia. Depois de ter chacoalhado o mercado de smartwatches em 2013, a aparelho viu o seu fim chegar em 2016. A empresa que nasceu e se desenvolveu em meio a campanhas de financiamento coletivo foi adquirida pela Fitibit, que decretou o fim da linha e até cancelou um projeto em andamento no Kickstarter. Triste, não?

Peeble

3 – Google Nexus

Com a chegada dos smartphones da linha Pixel, os aparelhos Nexus perderam o nexo (pegou o trocadilho?) de existir. Contudo, não precisa ficar triste, pois a perda foi tão grande assim, já que o substituto veio para ser ainda melhor. O grande problema aqui é que os dispositivos Nexus ofereciam um custo-benefício maior que a contraparte Pixel, que vem para rivalizar contra tops de linha e preço, como os iPhones.

Linha Nexus

4 – Project Ara

Embora mal tenha visto a luz do dia, o smartphone modular da Google já foi sepultado e deixado de lado pela Gigante das Buscas. O Project Ara, como era conhecido, foi cancelado em setembro e nunca entusiasmou muito o mercado que não apoiou muito a ideia de módulos proposta pela Google. Porém, o que você acha? Seria legal ter um aparelho modular?

Project ARA

5 – Microsoft Band

Outro hardware que viu o seu fim em 2016 foi a Microsoft Band, algo que já era esperado que tivesse uma morte prematura. A pulseira fitness da empresa não surpreendeu muito no lançamento da primeira geração, o que já foi um prenúncio para o que viria a acontecer. Pouco mais de um ano depois da segunda versão, a Microsoft veio a público dizer que não haveria um terceiro modelo para o mercado.

Microsoft Band

6 – Picasa

O serviço de edição e armazenamento de fotos Picasa já não andava muito bem das pernas nos últimos anos. A plataforma tinha sido comprada pela Google em 2004 e vinha sido deixada de lado ano a ano e sendo aos poucos substituída pelo serviço de fotos da própria Gigante das Buscas. Em 2016, a empresa finalmente decidiu sepultar o Picasa redirecionando todos os esforços para o Google Fotos, que conta com diversos recursos online.

Picasa

7 – Smartphones fabricados pela BlackBerry

Embora já tenha sido sinônimo de celulares para o público corporativo, a BlackBerry viu sua ruína chegar aos poucos com o domínio da Google e da Apple. Em 2016, a empresa decidiu desistir de fabricar seu próprio hardware, dependendo de outras fabricantes para lançar novos modelos, como é o caso do novo modelo com teclado físico.

BlackBerry

Bônus: entrada para fone de ouvido nos smartphones

Ainda não dá para dizer que morreu, mas alguns smartphones já chegaram sem essa entrada padrão que perdura há décadas e parece que a moda está pegando. Será que 2017 será o ano em que não conseguiremos usar nossos fones de ouvido sem um adaptador?

Adaptador de fone

Essas foram as tecnologias que morreram em 2016. Desses sete itens, qual você vai sentir mais falta? E em 2017, você tem alguma previsão do que acha que vai deixar de existir? Comente aqui embaixo e fique ligado para saber o que ainda continua vivo no mundo da tecnologia!

Cupons de desconto TecMundo: