Duas das maiores empresas especializadas em wearables da atualidade — neste caso, dispensando outras companhias que também trabalham com esse tipo de produtos, como Apple e Samsung — estariam bem próximas de fechar mais uma transação milionária neste ano.

De acordo com fontes ligadas ao The Information, a Fitbit (especializada em relógios inteligentes voltados ao público fitness) estaria prestes a concluir a compra da Pebble (que ganhou muitos fãs durante suas campanhas de financiamento coletivo). Fontes anônimas dizem que o valor da transação deve girar entre US$ 34 milhões e US$ 40 milhões.

O valor é bem baixo, ficando um pouco acima do que existe de débito na Pebble — que hoje deve cerca de US$ 25 milhões para fornecedores. Vale lembrar também que ainda neste ano a Pebble demitiu 25% de seus funcionários devido a problemas financeiros.

Uma fonte ligada ao Engadget diz que esse preço está muito abaixo do que já teria sido oferecido para a Pebble — que já recebeu proposta de US$ 740 milhões da Citizen em 2014 e de US$ 70 milhões da Intel mais recentemente.

A Pebble já teria dispensado ofertas de US$ 740 milhões dois anos atrás; US$ 700 milhões a mais do que a Fitbit estaria pagando

Caso a compra seja realmente concretizada, os dispositivos da Pebble devem ser descontinuados. Ao que tudo indica, a Fitbit deve realizar a transação para ter acesso às tecnologias, propriedades intelectuais e sistema operacional, mas tudo para ser usado em seus próprios produtos. Será mesmo o fim da Pebble?

Cupons de desconto TecMundo: