Imagem de Sony

Sony

Ícone de Sony
2.145 notícias  publicadas

Fundação da Sony

A Sony com o nome que conhecemos surgiu em 1955, quando a empresa já estava de olho na internacionalização da marca. Antes disso, já haviam sido testados os nomes TTK e Teltech, que só não foram escolhidos pois já estavam sendo utilizados.

A multinacional japonesa foi fundada por Masaru Ibuka, em 1945, que convidou cerca de 20 colegas para abrir um pequeno negócio de comunicação. Naquela época, o Japão passava pelo contexto pós Segunda Guerra Mundial, ou seja, estava devastado economicamente. A companhia surgiu sem o menor luxo, ficava em uma sala fechada com rachaduras nas paredes.

Sony chega ao ocidente

O ocidente conheceu a marca com um rádio portátil TR-63 e um televisor 8-301W. O sucesso foi tanto que abriu espaço para expansão dos serviços, tendo atuado até na área de seguros de vida. 

No início dos anos 80, a companhia passou a ser dirigida por Norio Ohga. A partir daí, a Sony viveu grandes mudanças e estendeu seu negócio. Em 1988, a multinacional comprou a CBS Records, que hoje se chama Sony Music, uma das maiores gravadoras do mundo.

Em 1989, a gigante japonesa resolveu mergulhar ainda mais na área do entretenimento, adquirindo a Columbia Pictures e transformando-a em Sony Pictures.

Celulares

Os celulares da Sony contemplam as linhas Sony Ericsson (que foi descontinuada) e Xperia. A marca entrou tarde neste segmento — em 2001 —, mas segue colocando novos produtos no mercado.

Faturamento

A corporação enfrentou alguns anos de prejuízo com aparelhos eletrônicos. Apesar disso, por conta do sucesso na área de videogames — com o Playstation 4 — a empresa voltou a crescer. Para 2020, a previsão é que a japonesa volte a decair e tenha um lucro fiscal — que se encerra em março de 2020 — de, aproximadamente, US$ 7,25 bilhões, representando uma queda de 9,4% em relação à meta estipulada.

Ver mais notícias

PUBLICIDADE