Windows 11 beneficiará todas as CPUs híbridas, confirma Microsoft

1 min de leitura
Imagem de: Windows 11 beneficiará todas as CPUs híbridas, confirma Microsoft
Imagem: Microsoft
Avatar do autor

A Intel revelou alguns detalhes de seus novos processadores e tecnologias na quinta-feira (19). Dentre as novidades, destaca-se o chamado Thread Director, recurso que promete otimizar o desempenho de CPUs no Windows 11 — no entanto, esse benefício não será exclusivo dos processadores Alder Lake.

Horas após o anúncio da Intel, o principal engenheiro de software da Microsoft, Chris Kleynhans, confirmou ao site Digital Trends que o Windows 11 beneficiará todos os processadores híbridos, e não apenas os que tiverem suporte ao Thread Director.

Ele explica que, embora algumas melhorias no agendador de tarefas do novo sistema operacional exijam respostas relacionadas ao hardware do Time Azul, ainda há muitas outras "aplicáveis as demais CPUs híbridas".

Eficiência do Thread Director no Windows 11: em verde, tarefas principais; em laranja, tarefas de inteligência artificial e, em azul, tarefas no plano de fundo. (Fonte: Intel, YouTube / Reprodução)Eficiência do Thread Director no Windows 11: em verde, tarefas principais; em laranja, tarefas de inteligência artificial; em azul, tarefas no plano de fundo. (Fonte: Intel, YouTube / Reprodução)Fonte:  Intel, YouTube 

Kleynhans afirma que um exemplo dessas melhorias é a seleção de tarefas para cada núcleo, algo que o Windows 11 conseguirá realizar em todos os processadores híbridos. Apesar disso, vale ressaltar que o Thread Director ainda garante certa vantagem à Intel — pelo menos até o momento, antes do lançamento das novas CPUs concorrentes.

A Microsoft ainda não detalhou o ganho de desempenho médio dos processadores híbridos no Windows 11, mas já é possível ter uma noção das melhorias por meio de testes preliminares. Utilizando um modelo da família Lakefield, da Intel, foi observado um aumento de 5,8% na eficiência da realização de tarefas de múltiplos núcleos e 8,2% em tarefas de um único núcleo.

Os números, mesmo não aparentando grande relevância, mostram o quanto o Windows 11 já está preparado para os processadores híbridos. Considerando os ganhos no modelo Lakefield, sem Thread Director e voltado para dispositivos portáteis, é possível esperar ainda mais benefícios com o uso de hardware mais novo e otimizado para o vindouro sistema operacional, que atualmente está em beta.