12ª Geração: Intel revela prévia de seus processadores Alder Lake

1 min de leitura
Imagem de: 12ª Geração: Intel revela prévia de seus processadores Alder Lake
Imagem: Intel
Avatar do autor

Na última quinta-feira (19), a Intel compartilhou novas informações sobre sua 12ª geração de processadores, a “Alder Lake”. O anúncio ocorreu durante o evento proprietário Architecture Day deste ano, revelando algumas novidades e confirmando parte dos rumores passados sobre a empresa.

O destaque da prévia foi a apresentação oficial da “tecnologia híbrida da Intel”, que buscará maior eficiência em vez de apenas tornar seus núcleos mais poderosos e com taxas maiores de frequência. Para alcançar o feito, a empresa utilizará uma combinação de núcleos voltados para o desempenho e núcleos “econômicos”.

Segundo a Intel, entretanto, os núcleos de desempenho desta geração (apelidados de “Golden Cove”) serão os mais poderosos já desenvolvidos, mas não ofereceu dados comparativos substanciais. Similarmente, os núcleos de eficiência receberam o codinome "Gracemont" e prometem 40% mais desempenho utilizando a mesma energia da Geração Skylake.

Na parte superior, prévia dos núcleos de desempenho; na parte inferior, detalhes dos núcleos de eficiência. (Fonte: Intel / Divulgação)Na parte superior, prévia dos núcleos de desempenho; na parte inferior, detalhes dos núcleos de eficiência. (Fonte: Intel/Divulgação)Fonte:  Intel 

Maior compatibilidade entre plataformas

No ano passado, a Intel chegou a oferecer, de certa forma, processadores com arquitetura híbrida com sua linha Lakefield. No entanto, estes modelos tinham seu desempenho limitado e eram voltados para dispositivos portáteis, como tablets e notebooks ultraleves. Agora, com a nova abordagem, a empresa oferecerá uma extensa gama de opções mais poderosas e eficientes, tendo entre 9W e 125W de gasto energético.

Apesar de não ter anunciado modelos específicos, a Intel detalhou como será a disposição dos núcleos conforme suas plataformas. Na Geração Alder Lake, os processadores poderão ter até 16 núcleos, sendo 8 voltados para desempenho e 8 para eficiência, alcançando um total de 24 threads.

Modularidade dos chips é um dos pontos fortes da Geração Alder Lake. (Fonte: Intel / Divulgação)Modularidade dos chips é um dos pontos fortes da Geração Alder Lake. (Fonte: Intel/Divulgação)Fonte:  Intel 

Para completar, os novos processadores da Intel terão, segundo o anúncio, suporte para recursos recém-lançados na indústria, incluindo memória RAM DDR5, PCIe de 5ª Geração, Thunderbolt 4 e Wi-Fi 6. Além disso, a empresa ainda afirmou que os modelos também suportarão as tecnologias de memória DDR4, LP5 e LP4x.

Todo o conjunto deve ser otimizado pelo Thread Director, a nova tecnologia de agendamento da Intel. A novidade será responsável por distribuir as tarefas do sistema operacional para os núcleos, conforme sua demanda e prioridade, projetada para garantir o “melhor desempenho possível” no Windows 11.

Os novos processadores da 12ª Geração da Intel, Alder Lake, devem chegar ao mercado no último trimestre deste ano.