Conforme revelado pelo site The Washington Post, 140 empresas de tecnologia assinaram e enviaram uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. No texto, as companhias expressam sua preocupação com o backdoor que o FBI quer instalar em smartphones e outros dispositivos conectados à internet.

A carta, que também conta com a opinião de vários especialistas da área, explica que uma criptografia sólida é a chave da segurança moderna e que colocar backdoors controlados pelo governo apenas abriria mais brechas que poderiam ser aproveitadas por hackers para roubar informações privadas.

A mensagem é uma resposta direta às declarações do diretor do FBI, James B. Comey, que não gostou do anúncio de que a Google e a Apple irão implementar um sistema de criptografia totalmente inviolável e exigiu que as companhias fornecessem dados dos usuários quando solicitado.

Questão de segurança nacional

As autoridades americanas alegam não estarem interessadas em violar a privacidade dos seus cidadãos, mas em poder ter acesso ágil a smartphones e computadores que possam estar sendo utilizados por terroristas para planejar atentados e outros crimes.

Embora o mérito pareça nobre, um backdoor governamental poderia abrir outras brechas de segurança e até criar um sistema de vigilância nefasto. É importante lembrar que o escândalo de espionagem da NSA revelado por Edward Snowden não pegou nada bem e que as companhias envolvidas se viram bastante afetadas.

Cupons de desconto TecMundo: