Instagram e TikTok testam ferramentas de assinaturas pagas

1 min de leitura
Imagem de: Instagram e TikTok testam ferramentas de assinaturas pagas
Imagem: Instagram/Reprodução
Avatar do autor

Instagram e TikTok estão testando serviços de assinaturas pagos parar gerar renda para criadores de conteúdo. Ambas as funcionalidades já estão disponíveis nesta quinta-feira (20) para um grupo pequeno de pessoas.

A ferramenta da rede social de fotos, que se chama Instagram Subscriptions, é parecida com a que foi lançada no Facebook. “Com as assinaturas, os criadores podem desenvolver conexões mais profundas com seus seguidores mais engajados e aumentar sua renda mensal recorrente, dando aos assinantes acesso a conteúdo e benefícios exclusivos, tudo dentro da mesma plataforma em que já interagem com eles”, diz comunicado da empresa.

O preço das inscrições poderá ser definido pelos próprios criadores, que terão diferentes plataformas. Haverá a "Subscriber Lives", onde criadores podem realizar transmissões exclusivas para assinantes; "Subscriber Stores", que oferece stories para os pagantes e  "Subscriber Badges", onde será possível gratificar as pessoas que pagam com um crachá especial que será mostrado em comentários e mensagens.

Instagram

Por enquanto, somente estes influencers estão disponibilizando o recurso: @alanchikinchow, @sedona._, @alizakelly, @kelseylynncook, @elliottnorris, @jordanchiles, @jackjerry, @bunnymichael, @donalleniii e @lonnieiiv.

TikTok segue a onda

Apesar de confirmar que também está testando uma ferramenta de assinaturas, o TikTok não deu detalhes de funcionamento do recurso. Uma das possibilidades é que os criadores que optarem por opções pagas não sejam mostrados na aba “Para você”, por exemplo.

Além das inscrições, a rede social chinesa também testa uma ferramenta de “tips”, ou gorjetas. Com ela, os usuários poderão dar um dinheiro para seus criadores favoritos fora das lives, onde já existe a possibilidade de dar uma recompensa.

TikTok

As iniciativas tanto de TikTok quanto de Instagram fazem parte de um esforço das empresas de oferecer uma ferramenta mais clara de ganhos financeiros para os creators. O TikTok chegou a lançar, em 2021, um fundo de US$ 200 milhões (destinado para ajudar os produtores). O Twitter também foi outra marca que entrou nesse negócio lançando o Super Follows.