'Clubhouse', podcasts e mais chegam ao Facebook nos próximos meses

2 min de leitura
Imagem de: 'Clubhouse', podcasts e mais chegam ao Facebook nos próximos meses
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

Nesta segunda-feira (19), o Facebook anunciou, para os próximos meses, uma série de novidades relacionadas a áudio para a rede social, dentre elas um estúdio de criação, salas ao vivo como as inauguradas pelo Clubhouse e presentes no Twitter e a chegada de podcasts à plataforma, incluindo oportunidades de monetização a produtores de conteúdo que queiram "construir negócios enquanto perseguem suas paixões."

De acordo com a companhia, o conjunto de ferramentas em construção será poderoso o suficiente para profissionais, mas também intuitivo e divertido. Além disso, graças a avanços atingidos em inteligência artificial, ressalta, haverá a garantia de qualidade independentemente do ambiente da captação, que poderá ser complementada com músicas de uma coleção de sons. Mixar faixas e adicionar efeitos sonoros, de voz e filtros serão ações ao alcance dos usuários.

Tudo isso dará origem aos chamados Soundbites, "clipes de áudio criativos e curtos para anedotas, piadas, momentos de inspiração, poemas e muitas outras coisas", e testes do novo formato devem começar em breve com um público limitado. "Refinaremos o produto [a partir das] contribuições antes de disponibilizá-lo a todos", destaca a empresa – que pretende unir diferentes conceitos, citando acessibilidade, ASMR e outros.

"As possibilidades são infinitas e mal podemos esperar para ouvir seus Soundbites", diz o comunicado, detalhando, também, outros planos.

Facebook anuncia estúdio de criação de áudio.Facebook anuncia estúdio de criação de áudio.Fonte:  Reprodução 

Central de escuta

Logo, salienta a companhia, amantes de podcasts serão capazes de escutá-los sem sair do Facebook, inclusive quando executado em segundo plano, sendo que mais de 170 milhões de pessoas já estão conectadas a centenas de milhares de páginas relacionadas a esse tipo de conteúdo. Recomendações baseadas em interesses permitirão a criadores "alcançar e se conectar a novos ouvintes" diretamente da plataforma.

Por sua vez, até o terceiro trimestre deste ano, começarão testes de implementação de salas de áudio ao vivo para grupos, uma medida que pode beneficiar 1,8 bilhão de usuários e usuárias todos os meses.

Podcasts serão executados, também, em segundo plano.Podcasts serão executados, também, em segundo plano.Fonte:  Reprodução 

"Como parte desse lançamento inicial – e porque sabemos que as comunidades não são construídas apenas em grupos –, também vamos trazer a novidade para que figuras públicas possam conversar com outras figuras públicas, especialistas e fãs", além de compartilhar ideias sem a pressão adicional de estarem na frente das câmeras, informa a empresa.

Aliás, complementa, legendas e mesclas de diferentes formatos estenderão esse "universo" a todos.

Salas ao vivo, como as do Clubhouse e do Twitter, chegarão à plataforma.Salas ao vivo, como as do Clubhouse e do Twitter, chegarão à plataforma.Fonte:  Reprodução 

Magia do áudio

Para "dar o pontapé inicial" ao Soundbites, o Facebook afirma que criou um fundo para apoiar "criadores de áudio emergentes e obter feedback antecipado sobre a nova experiência do produto", assim como avisa que "fãs poderão apoiar seus criadores favoritos e figuras públicas por meio de estrelas ou fazer doações para causas que lhes interessam."

Por fim, indica, logo após o lançamento, haverá outros modelos de monetização, como a capacidade de cobrar pelo acesso a uma sala de áudio ao vivo por meio de uma única compra ou assinatura.

"Estamos oferecendo às pessoas, o tempo todo, novas maneiras de falar sobre aquilo que desejam", finaliza a companhia.