Uma das novas políticas da Microsoft sob o comando do CEO Satya Nadella aparenta ser a compra de novas empresas para absorver patentes, produtos e tecnologias. Ao menos é isso que comprova o relatório da CB Insights sobre as companhias do setor que mais adquiriram outras da mesma área.

Em 2015, a Microsoft incluiu 18 novas empresas em seu "portfólio", vencendo as rivais — inclusive a Google, com 16 negociações. A companhia de Mountain View possui a maior média entre os anos e é conhecida por absorver startups das mais diversas áreas, mas ficou com a prata no ano passado.

Confira o levantamento:

O que aprendemos

O relatório analisou ainda Amazon, Apple, Facebook, Google, Salesforce, Twitter e Yahoo!. É curioso notar como o Yahoo! teve dois anos de alta atividade na compra de empresas, mas desistiu da prática em 2015, quando o financeiro começou a balançar.

Além disso, comparando com 2014, só Amazon, Salesforce e a própria Microsoft aumentaram o número de atividades. A Apple se destaca pela variedade nas poucas vezes que vai às compras, preferindo áreas pontuais: tecnologia de aprendizado, localização, reconhecimento facial e semicondutores, por exemplo.

Na questão financeira, foram 23 compras de mais de US$ 1 bilhão desde 2011 por todas as empresas analisadas. A maior delas? O WhatsApp, adquirido pelo Facebook por um valor que chegou a US$ 22 bilhões.

Quais são as suas expectativas para o HoloLens da Microsoft? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: