Aqueles 30%: Apple não cobrará taxas em eventos pagos do Facebook

1 min de leitura
Imagem de: Aqueles 30%: Apple não cobrará taxas em eventos pagos do Facebook
Imagem: Unsplash/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O Facebook anunciou nesta sexta-feira (25) um novo acordo com a Apple, que não vai cobrar taxas sobre eventos pagos na rede social durante os próximos 3 meses. Em geral, a empresa abocanha 30% sobre as compras realizadas dentro dos apps que hospeda na App Store. No entanto, após duras críticas, a Apple decidiu abrir uma exceção.

A possibilidade de realizar eventos pagos no Facebook foi lançada há alguns meses e, como incentivo, a empresa decidiu isentar os organizadores de taxas por um ano. Inicialmente, a Maçã não concordou em abrir mão da sua fatia ou permitir que usuários iOS utilizassem o Facebook Pay.

Com algumas condições, a gigante de Cupertino decidiu permitir que os usuários de iPhone comprem ingressos pelo sistema de pagamento da rede social. Apesar do acordo, o Facebook não ficou totalmente satisfeito com os termos estabelecidos, afinal a liberação das taxas por parte da Apple valerá somente por três meses, enquanto a rede social estenderá o benefício até agosto de 2021.

a  Pplware Sapo/Reprodução 

Em um comunicado, o vice-presidente de jogos do Facebook, Vivek Sharma, ainda afirmou que a "decisão da Apple de não cobrar seu imposto de 30% vem com um problema: os criadores de jogos não poderão usar o Facebook Pay em eventos online pagos no iOS”.

Além da rede social, outras empresas já contestaram as regras da App Store. Nesta quinta-feira (24), a Epic, o Spotify, Deezer e outras companhias anunciaram uma aliança chamada "The Coalition for App Fairness", criada para pressionar a Apple e o Google para que mudem as regras de suas lojas de aplicativos.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Aqueles 30%: Apple não cobrará taxas em eventos pagos do Facebook