Em breve, quem tem um cantinho em casa e anuncia esse espaço no Airbnb vai poder se declarar voluntário na ajuda a vítimas de desastres naturais. A ideia é parte de um programa-piloto do site em que, além de oferecer hospedagem temporária gratuita a pessoas em situação de vulnerabilidade, os anfitriões voluntários receberão treinamento para agir em situações de emergência.

A ideia não é novidade, afinal, desde 2012 o Airbnb ajuda a conectar pessoas desabrigadas a quem tem um espaço extra em casa por meio do projeto Open Homes, criado depois da passagem do furacão Sandy. A diferença é que, em vez de esperar por novos desastres para começar a se mexer, o site vai se organizar para responder a eles com mais agilidade, caso necessário.

Inicialmente, a expansão do Open Homes terá lugar na cidade de San Jose, na Califórnia, mas a intenção do Airbnb é levá-la para outras cidades e países de acordo com a necessidade e a abertura das autoridades – apesar de estar à frente da iniciativa, o Airbnb depende de parcerias com agências de governo e organizações locais de assistência a vítimas de desastres.

Ajuda bem-vinda

O cadastro e o treinamento de anfitriões vai permitir que áreas de risco sejam evacuadas de maneira mais organizada na eventualidade de uma catástrofe natural, possibilitando o direcionamento de vítimas para ambientes mais preparados e acolhedores do que abrigos improvisados, especialmente nos casos em que seja possível prever e planejar qualquer necessidade de evacuação.

Além do caráter humanitário, a iniciativa pode acabar servindo como uma medida para melhorar a aceitação do Airbnb, que em alguns lugares ainda sofre forte rejeição devido ao impacto negativo da popularização do serviço sobre a indústria hoteleira e a arrecadação de impostos.

Cupons de desconto TecMundo: