Muitos devem se lembrar de que, nos primeiros anos dos sistemas operacionais para smartphones, tivemos uma briga nos tribunais sem precedentes, na época, entre as gigantes Apple e Samsung. O motivo? A gigante sul-coreana teria quebrado a patente da Maçã ao usar seu design de celulares com bordas arredondadas.

Pois bem, o tempo passou e muitos pensaram que o caso já havia sido resolvido com a vitória da Apple. Mas o fato é que o caso continuou, de certa forma, com os advogados reduzindo a multa original de 1 bilhão de dólares para 400 milhões. Agora, porém, a juíza Lucy Koh ordenou que ambas as empresas voltem à corte para resolver questões pendentes do caso.

No novo julgamento, corte vai definir se a Samsung deve pagar o valor total de seus lucros ou apenas uma porcentagem dos ganhos

Com a nova ordem, ambas as companhias têm até o dia 25 de outubro para marcar um novo julgamento. Nele, devem ser debatidas as mecânicas envolvidas no cálculo dos danos a serem pagos pela Samsung: se ela deve pagar o lucro total da empresa com os aparelhos ou pagar apenas uma porcentagem – afinal, as bordas arredondadas patenteadas pela Apple são apenas parte do atrativo para as vendas dos aparelhos, como argumenta a gigante sul-coreana.

É importante, por fim, deixar claro que esse julgamento não tem como objetivo inocentar a Samsung dos ocorridos, visto que as disputas anteriores já definiram isso. Resta agora esperar para ver se esse novo passo da disputa vai terminar com uma redução ainda maior na multa original ou mesmo se as duas empresas não vão chegar a uma resposta fora dos tribunais.

Cupons de desconto TecMundo: