Feliz Natal a todos!

Fonte da imagem: Antonio Thomas

Todo ano as famílias se reúnem para celebrar mais um período que já passou, e a chegada de um novo começo. Tanto o Natal quanto o Réveillon oferecem excelentes oportunidades para fotografias emocionantes e cheias de significados especiais para quem se encontra nas imagens.

Porém, existem alguns desafios para obter boas fotos durante as festas de fim de ano, como a iluminação muitas vezes caótica – graças a milhares de pisca-piscas – e os ambientes nem sempre espaçosos o suficiente para captar os melhores ângulos de todos os presentes.

O Baixaki separou algumas dicas especiais para ajudar você, leitor, a conseguir as melhores fotos das festas de 2010. Cada uma delas trará algum desafio, exigindo um pouco de criatividade e adaptação à realidade de cada um, mas, com certeza, ao manter esses tópicos em mente, o resultado final será mais interessante.

O momento certo, mesmo que em uma foto não tão perfeita tecnicamente, deve ser registrado

Fonte da imagem: D´Arcy Norman

Uma vez que esse artigo aborda técnicas tanto para equipamentos compactos como para dSLRs, e dada a vasta gama de opções de câmeras existentes no mercado, se em algum momento a sua máquina não apresentar as opções comentadas nas dicas, arrisque! É mais importante ter o registro, mesmo que ele não seja perfeito, do que perder a foto por uma limitação técnica.

Preparação

Estar sempre pronto pra fotografar, com a câmera na mão e uma boa ideia de como ajustá-la a cada situação é o primeiro passo para se obter boas imagens. No caso das festas de fim de ano, existem duas partes essenciais em relação a isso.

O melhor equipamento é o que você tem

Antes de qualquer coisa, conheça o seu equipamento. Não importa se você tem uma compacta de 2005 ou a mais recente dSLR profissional, saber o resultado possível com a câmera que você tem em mãos é essencial para conseguir boas imagens.

O fotógrafo é o responsável por boas imagens, não o equipamento utilizado.

Fonte da imagem: Phillip Pessar

Leia o manual, faça testes de captação, veja as imagens no monitor do computador para descobrir pequenas imperfeições no arquivo. Em resumo, teste tudo o que você precisará fazer para compartilhar com seus amigos e parentes as fotos das noites de festa.

Quer usar Photoshop nas fotos? Treine as ferramentas e filtros em imagens que não serão usadas para nada, sem medo de errar, para se familiarizar com o fluxo de trabalho do software. O mesmo pode ser dito para iluminação externa à câmera – flashes, lâmpadas de filmagem, etc.

Organização é tudo

Chegou o Natal, todos estão reunidos ao redor do pinheirinho para começar a troca de presentes quando você descobre que se esqueceu de esvaziar o cartão de memória da câmera. Ou que a bateria da máquina está fraca.

Boas fotos são resultado de cuidados antes, durante e depois da captura das imagens

Fonte da imagem: Luz A. Villa

Em verdade, a quantidade de imprevistos que podem acontecer no momento crucial é tão grande que vale a pena fazer uma lista de tudo o que é necessário com antecedência. Baterias extras, carregador, cartões de memória vazios, lentes apropriadas (no caso das dSLR), flash, etc. devem estar separados e em bom estado para que nenhum imprevisto atrapalhe o registro desse momento mágico.

Cada um na sua

Quase toda família tem pelo menos um membro fascinado pela fotografia. A chance é alta, inclusive, de que você seja essa pessoa, já que está lendo este artigo. Se esse for o caso, assuma a responsabilidade pelas imagens da festa, e depois compartilhe os resultados com todos.

Com um responsável pelas fotos, os outros membros da família ficam livres para resolver a festa

Fonte da imagem: Carsten Tolkmit

Caso você não tenha essa ligação tão forte com a arte da imagem congelada, peça – com carinho e educação – ao referido parente para registrar tudo e depois enviar as imagens para todos os presentes. Assim como provavelmente cada pessoa se responsabilizou em levar alguma comida, bebida ou decoração, porque não deixar as fotos sob responsabilidade de quem mais gosta e entende do assunto?

De todos, para todos

Se a ideia de uma única pessoa ser responsável por todas as imagens não agradar e houver um tripé disponível no local da festa, uma possibilidade interessante é criar uma “cabine fotográfica”. Deixe a câmera ajustada para disparar com timer, coloque um fundo sem grandes distrações em frente à lente e banquinhos entre cada item.

Retratos com o temporizador podem ser uma excelente alternativa ao fotógrafo oficial da festa

Fonte da imagem: Robby Mueller

Quer aparecer em alguma foto? Chegue em frente à câmera e seja feliz! Assim ninguém fica preso fotografando e as imagens obtidas são muito mais divertidas. O único contra dessa opção é a ausência de fotografias mais espontâneas no registro da festa, já que todos vão posar para a câmera nesse arranjo.

Técnica apurada

A comemoração em si é o objeto principal e tema das imagens das quais tratamos neste artigo. Por isso, alguns cuidados devem ser tomados para conseguir um resultado que faça jus à importância da ocasião.

Festa de cores

Cada tipo de iluminação oferece cores diferentes, e a câmera deve ser ajustada de acordo.

Fonte da imagem: David Lienhard

Entre todas as regulagens possíveis de uma câmera, em festas cheias de cores como as do fim do ano é essencial balancear o branco da câmera antes de começar a clicar. Com a regulagem de branco bem feita, as cores da festa – sejam das bolas de Natal ou dos fogos de Ano Novo– ficarão mais vivas e bonitas, além de mais realistas.

Brilho na medida certa

Depois de ajustar o balanço de branco da sua câmera, as cores estarão corretas, mas a iluminação ainda pode atrapalhar se o flash for utilizado.

Principalmente em câmeras compactas, o flash costuma “lavar” a imagem, com uma luz muito forte e direcionada para o motivo principal da fotografia. A única maneira de impedir que isso aconteça é não usando o flash. Para distribuir as imagens apenas pela internet, deixe a lâmpada da câmera desligada, aumente a sensibilidade ISO do sensor e seja feliz.

ISO mais alto pode gerar ruído na imagem, diminuindo sua qualidade

Fonte da imagem: Eduardo Cunha

Por outro lado, se existe a intenção de imprimir algumas fotos, o ISO alto pode diminuir a qualidade da impressão. Nesse caso, difusores de papel manteiga ou vegetal em frente ao flash da câmera podem ajudar a minimizar um pouco a intensidade da luz e a formação de sombras muito marcadas.

Em dSLRs com flashes na sapata – ou, se for o caso, com flashes externos ativados por infravermelho ou rádio – esse problema é mais fácil de contornar, rebatendo a iluminação no teto ou usando difusores.

Olhos bem abertos

Uma festa como o Natal gera situações bastante diversas de fotografia. Os retratos emocionados de pessoas que muitas vezes só se encontram nas datas comemorativas, a explosão das crianças ganhando presentes, a família toda reunida e os detalhes do cenário da comemoração são apenas algumas possibilidades mais óbvias.

Quem tem uma câmera de ajuste manual – compactas mais avançadas ou dSLRs – pode se aproveitar da profundidade de campo para ter resultados mais interessantes nas suas imagens.

O Bokeh - desfoque do fundo - acrescenta valor aos detalhes

Fonte da imagem: Laia

Retratos e detalhes de decoração ficam mais interessantes quando a câmera está regulada com o diafragma mais aberto (aberturas na casa de f/5, f/4 ou f/2.8, por exemplo), graças ao desfoque dos fundos. Já cenas com muitas pessoas ficam mais agradáveis quando todos estão focados (abertura f/11 ou mais fechada).

Uma dica para não perder muito tempo regulando a câmera é utilizar o modo “Av” (prioridade de abertura) da câmera. Assim, o equipamento define a velocidade de disparo a partir da regulagem do diafragma.

Mesmo assim, é válido tomar cuidado com velocidades muito baixas (inferiores a 60) quando a iluminação do local não for muito forte. Fotografar com a câmera na mão – sem auxílio de um tripé ou outro estabilizador – nessa situação de luz pode gerar imagens tremidas.

Chegue mais perto

Quase todas as câmeras compactas possuem a função “Macro”, utilizada para focalizar objetos muito próximos da lente. Com essa função, fotografar a decoração de natal, os pacotes de presentes e a comida permite obter uma riqueza maior de detalhes do que apenas chegar um pouco mais perto. Em dSLRs é necessário utilizar lentes especiais – relativamente comuns – que tenham a mesma capacidade.

Chegar perto - com zoom ou andando - permite enquadramentos melhores

Fonte da imagem: Tyler Haegele

Já no caso das pessoas, uma lente zoom permite obter imagens próximas, destacando feições e expressões, conseguindo assim capturar todas as emoções que fazem das festas de fim de ano um dos períodos mais especiais.

Se a sua câmera não tem zoom ótico, a melhor pedida é um pouco de exercício: já que o zoom digital diminui a qualidade da imagem, vale mais se aproximar do tema da foto do que perder uma cena por preguiça de andar um pouco, não é mesmo?

No calor do momento

Chegou a hora! Todo o equipamento está em ordem, convidados chegando, cheirinho de comida especial no ar. Veja algumas ideias para conseguir um resultado que, além de bonito, conta a história da festa.

Por trás da cortina

Brincar e preparar a ceia de natal ao mesmo tempo? Ocasião perfeita para algumas fotos divertidas!

Fonte da imagem: Pawel Loj

Tão interessante quanto as imagens da festa em si, registrar o preparo de um evento para toda a família pode oferecer oportunidades excelentes de boas fotos. O preparo da ceia de Natal ou a brincadeira das crianças enquanto Papai Noel não chega são apenas algumas das situações que merecem registro.

Os momentos anteriores ao início da comemoração também são os melhores para fotografar as decorações, a mesa e o ambiente onde ocorre a festa, já que tudo está exatamente onde foi pensado e não houve interferência dos presentes em nenhum elemento. Ou seja, é antes da festa que tudo está certo e bonito onde deveria estar.

Todos juntos

Assim que o último convidado chegar, é a hora perfeita para a famosa foto de grupo. Com todos ainda descansados, as crianças ansiosas, mas ainda não distraídas com brinquedos novos, e os mais velhos ainda bem dispostos, o grupo ficará mais alegre, confortável e bonito na foto.

A foto com todos untos não precisa ser chata afinal, brincadeiras também fazem parte das festas

Fonte da imagem: Bart Everson

Deixar essa imagem para o fim da festa significa não ter todos os parentes na imagem – já que alguém sempre tem que sair mais cedo – ou, no mínimo, muito mais trabalho para organizar a fotografia com todos cansados.

Que bacana!

A melhor maneira de ouvir isso sobre uma foto que você fez é, antes de apertar o disparador, pensar nos pontos de interesse da imagem. Preferencialmente, cada foto conta com apenas um tema principal, bem iluminado e enquadrado, já que mais pontos de atenção acabariam por diminuir a importância de cada área da imagem.

Criatividade e bom senso na escolha do ângulo podem fazer toda a diferença na fotografia, então arriscar pode, ocasionalmente, trazer resultados surpreendentes e muito agradáveis.

Fundo, cores e outros cuidados geram boas imagens da decoração natalina

Fonte da imagem: Rosa e Dani

Além da escolha do ponto principal, cuidados com o fundo da imagem e com o enquadramento como um todo são essenciais para a obtenção de boas fotografias.

Tentar sempre ocupar o máximo da área da foto com o tema principal é uma boa ideia, especialmente para retratos. Afinal de contas, ninguém gosta de ter uma foto de si pequeno e distante, com a maior parte da imagem ocupada pelo carpete da sala repleto de papel de embrulho rasgado, como a única lembrança do Natal.

....

Ufa! Existem ainda milhares de outras dicas que poderiam ser dadas, mas aí não daria tempo de ler – e praticar – toda essa informação antes do carnaval de 2011. Assim, essas ideias ficam por aqui com a esperança de que, em 2011, as fotografias feitas durante este fim de ano sejam elogiadas por todos.

Cupons de desconto TecMundo: