Todo ano é a mesma coisa: em 1º de abril, dezenas de sites se empolgam com a “comemoração” do Dia da Mentira e criam uma série de notícias fictícias para interagir com seus leitores e entrar no clima da brincadeira.

O problema é que nem sempre essas histórias são confirmadas ou desmentidas e muita gente passa a informação adiante sem verificar se aquilo é real ou não. Em alguns casos, essas pequenas mentiras tomam proporções tão grandes que saem de controle e se espalham pela rede como uma verdade absoluta.

No mundo da tecnologia, em que as novidades e transformações surgem a cada momento, isso está cada vez mais presente. Lançamento de produtos, atualizações de programas populares e notícias bombásticas são as preferidas entre os sites do gênero.

Para evitar que você continue a acreditar em algo falacioso, o Portal Baixaki mostra o que foi verdade e o que não passou de mentira nesse 1º de abril. Será que você conseguiu identificar todos?

Pega na mentira!

Para começar, vamos apresentar as notícias que nada mais foram do que uma pegadinha para os usuários. Muita coisa surgiu em sites e fóruns, então é realmente difícil encontrar e desmentir todas, mas boa parte delas pode ser confirmada rapidamente. Afinal todo e qualquer site noticiaria uma suposta morte de Steve Jobs, certo?

Transforme seu iPhone em um iPad. Ok, mentira.

O iPad, o tablet da Apple, foi um dos principais assuntos na data. Apesar de ser lançado apenas no dia 3, diversas histórias falsas surgiram pela rede. Uma das mais “bombásticas” era o Pad-Dock iPhone to Tablet Converter, um acessório fictício que transformava um iPhone no mais novo produto da empresa. A história surgiu no site “I want one of those”.iCade

A outra mentira que fez bastante sucesso também apresentava uma peça que dava ao iPad um visual nostálgico e mais possibilidades de uso, principalmente ao público gamer. 

Conhecido por possuir produtos que são o sonho de consumo de vários geeks, o site ThinkGeek apresentou o iCade, um suporte para o tablet que o transformava em um fliperama. Além dos botões e da tradicional alavanca, o usuário poderia utilizar o aplicativo de mesmo nome (que estaria disponível em breve na Apple Store) para jogar os clássicos games da geração 8 bits, como Donkey Kong (que apresentou ao mundo o personagem Mario) e Space Invaders, além de adaptações, como o satírico “Super Steve Bros.”, que trazia o CEO da Apple como protagonista.

Brincadeiras da Google

A Google também entrou na brincadeira ao anunciar através do Discovery, serviço da empresa que apresenta as últimas novidades em seus serviços e produtos, um suposto aplicativo para Android que traduzia sons emitidos por animais e realizava uma pesquisa no site de busca da empresa.

A mentira do Animal Voice Search seria um programa desenvolvido por programadores japoneses que levavam seus animais para o trabalho e gostariam de saber o que eles queriam dizer. E a história foi tão bem contada que até um vídeo publicitário surgiu na internet. O único porém era o fato de o serviço só estar disponível para bichinhos de estimação que “falassem” japonês.

 

Mas essa não foi a única mentira da empresa. Outra novidade apresentada pelo Discovery era a possibilidade de armazenar qualquer coisa pelo Google Docs. Mas qualquer coisa mesmo, como chaves, livros e até mesmo animais. E ele seria entregue por um carro do Google Street View em até três horas ao preço de US$ 0,10 por quilo.

Nem mesmo o YouTube escapou das brincadeiras. Alguns vídeos foram disponibilizados pelo site com um novo formato, o chamado TEXTp, que reproduzia as cenas com caracteres, de maneira semelhante ao que ocorria com as imagens as ASCII. O modo teria surgido como alternativa para quem possui conexão à internet de baixa velocidade.  Já imaginou a bagunça que seria visualizar as coisas dessa maneira?

YouTube com ASCII durante a versão TEXTp.

Para finalizar a participação da gigante da internet, a mais absurda. Segundo o site TechCrunch, a Google estaria iniciando seu trabalho na área nuclear com enriquecimento de urânio. Essa medida faria parte da chama Iniciativa Verde, uma série de propostas da empresa para melhorar a vida em nosso planeta, mas também teria um cunho bélico após os problemas que seu sistema de buscas teve com o governo da China.

Pegadinha para gamers

Travesseiro de Diablo para a criançada.A Blizzard, empresa responsável por jogos como World of Warcraft e Starcraft, utilizou o Dia da Mentira para lançar uma série de produtos baseados em seu próximo grande lançamento: Diablo III.

Mas não espere encontrar bonecos de ação, animações ou filmes. A mentira contada pela empresa se referia a uma linha de artigos destinada a um público mais familiar, com roupões inspirados na série e travesseiros “infantis” com demoníacas criaturas estampadas.

Outra história que surgiu referia-se à série Civilization. Uma notícia que surgiu na rede apontava um novo modo de batalha a ser inserido na quinta edição do game. O Game Match colocaria os líderes das duas civilizações mais poderosas para lutar, com direito a movimentos especiais e golpes de finalização.

Além das novidades sobre jogos em si, outro produto fictício foi criado durante o Dia da Mentira. O Razer Venom seria uma espécie de mistura entre suplemento alimentar e energético que faria com que jogadores se mantivessem acordados na frente dos computadores, sem a necessidade de comer ou dormir por cerca de 120 horas.

O modo seria o mais radical possível: a solução seria injetada diretamente na veia do viciado. Porém, para os mais sensíveis, havia a possibilidade de escolher um modelo para inalação.

À beira do absurdo

Alguns sites apostaram em informações que denotaram o sentido fictício da nota já na primeira leitura. Isso serviria apenas para entrar na brincadeira sem pôr em xeque sua credibilidade.

Um exemplo disso foi a notícia do jornal britânico Telegraph, que mostrou furões sendo utilizados para expandir a área de cobertura de banda larga no Reino Unido. Segundo a página, cabos eram amarrados em animais treinados que levavam a tecnologia a áreas antes inalcançáveis. Alguns defensores da vida selvagem reclamaram, mas não passou de uma brincadeira.

Verdade enganada

Por mais que seja uma data global, o Dia da Mentira não foi comemorado por todos. Porém, como todo mundo entra no clima de desconfiança, muitas notícias reais são vistas como brincadeiras e não recebem a devida importância por parte dos usuários.

Microsoft: verdade desacreditada

Quem protagonizou algo do tipo neste ano foi a Microsoft. A empresa divulgou um artigo que apresentava os riscos de se utilizar um sistema operacional pirata. O texto “Não se deixe enganar por programas piratas” (título traduzido do inglês) apresentava cinco mitos criados em torno da prática ilegal e desmentia-os.

O problema é que a notícia começava evocando o 1º de abril, o que fez com que muitos usuários achassem que não se passava de outra piada. O que se viu foi uma matéria bastante interessante, relevante para muitas pessoas, mas que não conseguiu obter o resultado desejado por ter sido publicada em um dia não muito apropriado. Pô, Microsoft, custava esperar mais um dia?

E o Baixaki?

O Portal Baixaki já possui certa tradição de lançar algumas notícias falsas durante o Dia da Mentira, mas com a explicação do que se trata, obviamente. O problema é que alguns usuários não leem o texto por completo e passam a espalhar a informação fictícia sem saber que se trata de uma pegadinha.

O lendário (e fictício) Windows 8.

No ano passado divulgamos algumas informações sobre o revolucionário Windows 8. Por mais que o Windows 7 sequer tivesse sido lançado, muita gente acreditou que se tratava de algo real e não leu o aviso de que aquilo era mentira. O que se viu foram imagens do sistema operacional inexistente sendo divulgadas em várias páginas da internet, inclusive algumas internacionais.

Neste ano, como de praxe, outra “historinha” foi inventada para ver se todos os usuários estão atentos ao que acontece no mundo da informática. Será que você foi capaz de perceber quais as novidades que o Baixaki trouxe dia 1º de abril foram reais ou não? Tente adivinhar nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: