(Fonte da imagem: Thinkstock)

Quantas vezes você já não ouviu um conselho sobre um programa, filme ou jogo para PC superlegal e, quando chegou em casa para baixá-lo, bateu aquela preguiça que o fez desistir? Pode parecer exagero, mas isso é mais comum do que parece.

Não é para se sentir culpado: são vários os fatores envolvidos entre você e um download concluído. Às vezes, nem é culpa ou desconhecimento da pessoa, mas sim um atraso provocado por um tipo de “burocracia virtual” – ou seja, os problemas são tanto que, até que você tenha acesso ao que foi baixado, a vontade já passou.

E tem o outro lado da moeda: há muita gente que afirma que “a internet está nos deixando preguiçosos” e até que estamos ficando mais burros. Mas, afinal, que motivos são esses que fazem você até preferir, só para citar um exemplo, ir à locadora ou assinar um serviço de video on demand em vez de baixar filmes da internet?

Onde, como, por quê?

Pode parecer ofensivo, mas não há nada de errado em dizer que as pessoas não sabem pesquisar na internet. O Google até abriu um curso para ensinar todos os tipos de pessoa a usar direito a ferramenta de busca e, mesmo assim, é normal encontrar quem vá até a décima página de resultados do site sem encontrar o que precisa por utilizar os termos errados ou não saber onde clicar.

Ah, se fosse tão fácil... (Fonte da imagem: Thinkstock)

Essa dificuldade em achar o conteúdo na internet tem algumas soluções: sem querer vender o próprio peixe (mas já vendendo), o Baixaki concentra o que você precisa em termos de programas e games – mas filmes, músicas e jogos obtidos ilegalmente, por exemplo, exigem um pouco mais de paciência. Além de serem consideradas atividades criminosas, claro.

Com o fim de agregadores como o Megaupload, você precisa fuçar ainda mais até obter o que precisa – ou então perguntar para um amigo algo que poderia ser encontrado mais facilmente (e mais rápido) na rede. E poucas coisas são mais humilhantes na internet do que receber um link para o site “Let me Google that for you” de um contato seu.

A internet nossa de cada dia

Não é possível comparar com os tempos de internet discada, mas a banda larga brasileira não é grande coisa: a velocidade média no Brasil, até maio deste ano, era de 1,7 Mbps. Claro que alguns planos conseguem cobrir mais que isso sem um custo muito alto, mas alguns arquivos ainda ficam muito tempo na fila de downloads até a conclusão – isso sem falar na instabilidade de alguns sinais, que vivem caindo nas piores horas e reiniciando aquele processo que já estava em 99%.

Às vezes, parece que é de propósito. (Fonte da imagem: Thinkstock)

Além disso, quando o arquivo é um jogo (pode até ser uma DEMO) ou um filme (que dificilmente tem menos de 700 MB em uma qualidade decente de vídeo), a história é ainda mais séria: é preciso deixar o PC ligado até por algumas horas para que tudo seja baixado sem problemas.

Nesses casos, é até possível controlar tudo com downloads via P2P, gerenciadores ou sites especiais – mas aí já é outra história.

O captcha vai te pegar

Imagens esquisitas, palavras incomuns e em uma fonte distorcida. Muita gente já se viu preso por alguns segundos (ou até desistiu) na hora de digitar um captcha. Aqueles “códigos” em uma fonte que parece alienígena estão presentes na grande maioria dos sites de compartilhamento de arquivos e abertos a comentários, mas não servem apenas para irritar todo mundo.

Você acertaria de primeira? (Fonte da imagem: Reprodução/Google)

Eles até têm uma utilidade: ao filtrar quem é humano e quem é uma máquina, é possível impedir o envio de spam e mensagens indesejadas ou o acesso a arquivos que não devem ser baixados por qualquer um. Mas ninguém fala que adora decifrar e resolver esses enigmas antes de baixar algo.

Por isso, são muitos que desistem depois de algumas tentativas e erro – e olha que os gatinhos do Rapidshare nem existem mais.

Configuração que não acaba mais

O P2P parecia ter surgido para solucionar todos os nossos problemas: os sites têm um ótimo acervo de arquivos, programas como o uTorrent e gerenciadores, como o GetRight, são leves e cuidam da transferência para que você nem precise olhar para o download em andamento. Mas quem disse que é tão fácil assim?

Às vezes, falta conhecimento para configurar direito a velocidade de download ou upload desses arquivos, ou vontade para baixar vários até saber que tipo de programa se adéqua melhor a você.

Vai dizer: você já se sentiu assim mexendo no PC. (Fonte da imagem: Thinkstock)

A parte técnica também pode pesar aí: ao baixar um jogo, é normal que você passe por várias etapas de configurações, desde instalar complementos como a versão mais recente do DirectX até configurar a placa de vídeo para rodar tudo corretamente – e muita gente sente calafrios só de pensar nisso.

...

São vários os obstáculos que tentam ficar no caminho de um download concluído na internet – e, em alguns casos, chega a ser compreensível que você desista de baixar qualquer coisa por um desses motivos.

Mas pare para pensar por um tempo e tente se imaginar sem esse recurso tão incrível que conecta você a redes de computadores de todo o mundo e permite que qualquer um baixe conteúdo para o próprio aparelho. Apesar dos problemas da “burocracia digital”, é só aguardar por alguns minutinhos, fazer devidas as configurações e logo aproveitar o arquivo. Vale a pena.

Fontes: A Web Guy, Google, Tecmundo

Cupons de desconto TecMundo: