PIFAIZER: vídeo satirizando e-mails da Pfizer viraliza no Instagram

1 min de leitura
Imagem de: PIFAIZER: vídeo satirizando e-mails da Pfizer viraliza no Instagram
Imagem: @essemenino via Instagram
Avatar do autor

Um vídeo satirizando as inúmeras propostas da farmacêutica Pfizer ao governo brasileiro viralizou nesta quarta-feira (09) e gerou uma série de piadas na internet. O criador, que atende pela alcunha "Esse menino", divulgou o conteúdo no seu Instagram e, em poucas horas, a publicação bombou em toda a Web.

No vídeo, ele "interpreta" a Pfizer enviando seguidos e-mails ao Presidente da República Jair Bolsonaro, enquanto fica enfurecida com a ausência de respostas. A motivação do criador surgiu a partir de informações reveladas durante a CPI da covid-19, que tem como objetivo investigar as omissões e irregularidades nas ações do governo federal durante a pandemia. Confira a publicação:

No momento de elaboração desta matéria, o vídeo já contava com 3,5 milhões de visualizações e 18,7 mil comentários no Instagram. Na legenda, o influencer diz que o governo federal "ignorou 57 e-mails da Pfizer ano passado. Eles queriam fazer o Brasil de vitrine para imunização, até ofereceram as vacinas pela metade do preço quando não viam sinais de resposta".

No entanto, o cenário parece ainda mais grave. O senador e também vice-presidente do inquérito, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), revelou nesta quinta-feira (10) por meio de uma publicação no Twitter que a Pfizer enviou, na verdade, 81 e-mails ao governo brasileiro. Segundo ele, o primeiro foi encaminhado no dia 17 de março de 2020, ainda no início da pandemia.