Vasco da Gama continua vazando dados de torcedores

1 min de leitura
Imagem de: Vasco da Gama continua vazando dados de torcedores
Avatar do autor

Dados pessoais de 15 mil sócio-torcedores, conselheiros e ex-jogadores do Vasco da Gama estão expostos na internet desde novembro e, supostamente, já estariam sendo utilizados por cibercriminosos para possíveis golpes de phishing. Na época, o vazamento foi noticiado pelo Tecnoblog.

Uma refeição praticamente completa para cibercriminosos

Uma fonte anônima revelou ao TecMundo que os documentos continuam abertos e acessíveis para qualquer pessoa. No total, são dados de 14.818 pessoas classificadas como “Grande Beneméritos”, “Beneméritos”, “Eméritos”, “Remidos”, “Benfeitores Remidos”, “Campeões”, “Proprietário Diamante”, “Proprietário Ouro”, “Proprietário Bronze” e “Patrimoniais”.

Os dados revelados envolvem nome completo, número do cadastro de pessoa física (CPF), data de nascimento, categoria social, matrícula e admissão.

Errata/Atualização: anteriormente, havíamos afirmado que a chapa Mais Vasco seria a responsável pelo leak. A informação não procede. O vazamento veio de um domínio vasco.com, em novembro, e continua aberto para acesso. A assessoria do Vasco foi informada e recebeu os links ainda abertos para acesso aos dados.

leakLeak

Leak 2

leakLeak

Cartão vermelho

Dados como estes, expostos e compilados desta maneira, são mais perigosos do que parecem. Na verdade, são uma refeição completa para cibercriminosos.

Golpes de phishing e engenharia social ficam muito mais fáceis de serem realizados com essas informações em mãos. Ao saber que um indivíduo é associado a um clube esportivo e qual classe social pertence, abre a possibilidade para golpes que envolvem o envio mensagens falsas (mais críveis, visto as informações abocanhadas) para obtenção de mais dados ou até dados bancários.

Desconfie de SMS, emails e mensagens no WhatsApp

Para se proteger destes golpes, prefira canais oficiais de qualquer serviço, seja proativo. Cuidado com seus dados pessoais: jamais informe seu nome completo, CPF, PIS/PASEP ou algum outro dado pessoal em sites, perfis em redes sociais ou qualquer outro meio eletrônico. Se tiver dúvida é melhor parar o processo do que entregar suas informações nas mãos de sites desconhecidos. Desconfie de SMS, emails e mensagens no WhatsApp.

Como fazer denúncias ao TecMundo